Partilhar

Desconto: 20%
17,60 € 22,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Uma família em franca derrocada social e moral, uma história que somente é conhecida pelo relato das suas próprias personagens, por meio de cartas, diários, memórias, confissões e depoimentos, e cujos temas centrais são o adultério e o incesto, a loucura e a decadência. O premiado escritor Lúcio Cardoso (1912-1968), reconhecido pela Academia Brasileira de Letras em 1966, ao lhe conferir o Prémio Machado de Assis pelo conjunto da sua obra, constrói uma narrativa densa, cheia de ciúmes, rancores e perversões, onde as relações e as intrigas entre as personagens estão muito além das aparências. Esse facto torna “Crónica da casa assassinada” um romance muito particular dentro da história da literatura brasileira, por não se enquadrar facilmente num único tipo de produção literária. Os viéses psicológico e regionalista se encontram em processos metafóricos e metonímicos que se combinam sem que se oponham. Desse modo, o tom intimista com que é realizada a exploração das personagens enigmáticas dá forma e sustentação para a contestação da cultura campesina brasileira, lida na desagregação das tradicionais formas de relação familiar. Épico na composição e premissa e impressionante na execução, a obra-prima de Cardoso, publicada originalmente em 1959, é uma realização retumbante e um implacável exame da alma da oligarquia latifundiária decadente brasileira. Numa linguagem altamente metafórica, cria-se um esquema estruturalmente complexo, no qual a verdade e a mentira atingem os limites do paroxismo. Em 1971, “Crónica da casa assassinada” foi adaptado para o cinema pelo realizador Paulo César Saraceni, com Norma Bengell, Carlos Kroeber e Nelson Dantas nos papéis principais e com trilha sonora composta por Tom Jobim.

Ler mais

Autor

Lúcio Cardoso

Ler mais