Partilhar

Camilo Castelo Branco - Histórias Inacabadas

Francisco Duarte Mangas, José António Viale Moutinho, Julieta Monginho

Em Stock



Desconto: 10%
13,50 € 15,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Por razões várias, Camilo Castelo Branco deixou incompletas seis narrativas de ficção, material este que assim permaneceu durante mais de cem anos. Numa singular homenagem ao autor de Amor de Perdição, outros tantos escritores do nosso tempo aceitaram dar o remate ao que ficara inacabado!

UM EPISÓDIO DE ALCÁCER QUIBIR

Lídia Jorge

TALENTO E DESGRAÇA

Francisco Duarte Mangas

AVENTURAS DE UM SURDO

José Viale Moutinho

UM FILÓSOFO DE TRAPEIRA

Nuno Júdice

COMO DEUS CASTIGA

Julieta Monginho

A VIA SACRA

Mónica Baldaque

Ler mais

Autor(es)

Francisco Duarte Mangas

Ficcionista, poeta e autor de livros para a infância. No domínio da ficção, entre outras obras, escreveu Diário de Link, Jacarandá, A Rapariga dos Lábios Azuis, Pavese no Café Ceuta, A Cidade das Livrarias Mortas e O Alfarrabista de Ponta Delgada. Durante anos, trabalhou como jornalista.

É presidente da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto e diretor da Revista Gazeta Literária. A Fome Apátrida das Aves, Transumância, As Coisas Comuns e Devocionário são alguns dos seus livros de poesia.

Ler mais

José António Viale Moutinho

José Viale Moutinho nasceu na Ilha da Madeira e é autor de mais de meia centena de livros paracrianças e jovens, alguns deles figurando noPlano Nacional de Leitura.Grande divulgador da Literatura Popular Portuguesa,criou na Afrontamento a Coleção TradiçõesPopulares Portuguesas.Jornalista e escritor, tem várias obras editadas,algumas delas traduzidas nas mais diversaslínguas, como o russo, búlgaro, castelhano,alemão, italiano, catalão, asturiano e galego.

Ler mais

Julieta Monginho

Julieta Monginho nasceu em Lisboa, em 1958. É escritora, magistrada do Ministério Público na jurisdição de família e crianças e formadora, colaborando com o Centro de Estudos Judiciários.
Em 1996 publicou o primeiro romance, Juízo Perfeito. Seguiram-se A Paixão Segundo os Infiéis (1998), À Tua Espera (Prémio Máxima de Literatura, 2000), Dicionário dos Livros Sensíveis (2000), Onde Está J? (2002) e A Construção da Noite (2005).
Em 2008, o seu livro A Terceira Mãe foi galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela da APE/DGLB.
No ano de 2012 publica Metade Maior (finalista dos Prémios Fernando Namora e Correntes de Escritas) e, em 2015, Os Filhos de K. (finalista dos Prémios Fernando Namora e Pen Club). Em 2018 publica Um Muro no Meio do Caminho, obra vencedora do Prémio Fernando Namora 2019.

Ler mais