Partilhar

Axiomático

Maria Tumarkin

Em Stock



Desconto: 10%
15,30 € 16,99 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Finalista do National Book Critics Circle Award 2019, Vencedor dos Prémios Melbourne 2018 e Windham-Campbell 2020

Melhor Livro de 2019 para as revistas New Yorker e Publishers Weekly

Melhor Livro de 2020 para o jornal New Statesman


Concebido ao longo de uma década e considerado pela crítica um dos melhores livros de não-ficção dos últimos anos, Axiomático, de Maria Tumarkin, funde ensaio, reportagem e biografia para, de forma absolutamente original, escrever sobre o trauma, a perda, a memória e os condicionalismos sociais que moldam a nossa experiência e psicologia.

Em cinco longos capítulos inventivos e profundamente empáticos, cada um deles partindo de um conhecido axioma, ou verdade inquestionável (como O tempo cura todas as feridas ou Aqueles que esquecem o passado estão condenados a repeti-lo), Maria Tumarkin vai ao encontro de histórias verdadeiras — as de uma comunidade que procura lidar com uma onda de suicídios juvenis no seu sistema escolar, a aventura de uma avó que rapta o seu neto para o proteger da sua própria família ou o retrato nos nossos dias de uma criança sobrevivente do Holocausto — para descrever as fragilidades das nossas instituições e da sociedade em geral em lidar de forma eficaz e justa com aquilo que mais a afeta: o peso do passado coletivo e a história pessoal e íntima dos indivíduos que a compõem.

Considerado pela crítica internacional como um dos melhores livros de ensaio dos últimos anos.

«Uma obra de enorme poder e beleza que faz ruir todos os expedientes da narrativa ficcional, da reportagem e do ensaio.» — The Guardian



Ler mais

Autor

Maria Tumarkin

Maria Tumarkin escritora, ensaísta e historiadora cultural, nasceu em Carcóvia, na Ucrânia, ainda sob o domínio da URSS, emigrando com a família para a Austrália em 1989, onde ainda reside. É autora de quatro livros, pelos quais recebeu amplo reconhecimento por parte da crítica internacional.

Axiomático venceu o Melbourne Prize for Literature, em 2018, e do Windham-Campbell Literature Prize, em 2020, bem como finalista do National Book Critics Circle Award, em 2019.

Ler mais