Partilhar

+5% em Cartão Almedina
Desconto: 20%
8,00 € 10,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Manuel João Monte já nos tinha deliciado com uma excelente e divertida peça de teatro, O Bairro da Tabela Periódica, em que a Tabela Periódica aparece como um condomínio de apartamentos ocupados pelos diversos elementos químicos e onde não falta sequer uma referência a esse conflito de género hoje tão na moda com o “me too”. E, voltando a escrever sobre a Quoisa, propõe agora uma nova peça teatral em que começa a entrar num dos apartamentos do condomínio, ocupado pelo Arsénio que, conjuntamente com o Mercúrio, o Chumbo, o Antimónio e o Tálio foi largamente utilizado como veneno, tendo assumido proporções de quase epidemia devido às dificuldades, então ainda não resolvidas, da sua deteção eficaz. Confesso que me diverti e espero que essa seja a sensação de todos quantos lerem este texto de João Monte ou assistam a uma representação da nova peça.
Alberto Amaral


Ler mais

Autor

Manuel João Monte

Manuel João Monte foi professor associado do Departamento de Química e Bioquímica da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, onde leciona desde 1980. Jubilado em agosto de 2019, é atualmente professor associado convidado e coordena o grupo de investigação em Termodinâmica Molecular e Supramolecular do Centro de Investigação em Química da UP (CIQUP), tendo publicado mais de 100 artigos científicos em revistas internacionais com avaliação por pares. É membro do Conselho Editorial das revistas Molecules (MDPI) e The Journal of Chemical Thermodynamics (Elsevier). Traduziu para português as peças de “Ciência-no-Teatro” Oxigénio, de Carl Djerassi e Roald Hoffmann, e Falácia, de Carl Djerassi, publicadas pela Editora da U.Porto. Em 2019, escreveu a peça de teatro O Bairro da Tabela Periódica, publicada pela U.Porto Press (coleção Fora de Série, n.º 1). Como autor desta obra de divulgação científica foi galardoado, em 2021, com o prémio José Mariano Gago da Sociedade Portuguesa de Autores. Em 2020, escreveu a peça, Arsenicum, também publicada pela U.Porto Press (coleção Fora de Série, n.º 4).

Ler mais