Partilhar

A Vida Contada por um Sapiens a um Neandertal

Juan José Millás, Juan Luis Arsuaga

Em Stock



+5% em Cartão Almedina
15,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Há muito que a vontade de entender a vida, as suas origens e a sua evolução ressoava no pensamento de Juan José Millás. Por isso, lançou-se na aventura do conhecimento, ao lado de um dos maiores especialistas do tema, Juan Luis Arsuaga. Porque somos como somos e o que nos fez chegar onde estamos? 

A sabedoria do paleontólogo alimenta, neste livro, a genialidade do escritor. Arsuaga, o sapiens, e Millás, o neandertal, segundo ambos se descrevem, formam a dupla perfeita entre ciência e literatura, para nos levarem numa viagem absolutamente memorável.

Durante meses, os dois autores visitaram vários lugares - muitos deles locais comuns da nossa vida quotidiana e, outros, espaços únicos habitados por vestígios do que fomos há milhões de anos. Nessas viagens, quais Quixote e Sancho Pança, o sapiens ensinou o neandertal a pensar como um sapiens, mostrando-lhe, sobretudo, que a pré-história não é uma coisa do passado.

As pegadas humanas deixadas ao longo dos milénios encontram-se por toda a parte: tão depressa as vemos numa caverna ou numa paisagem, como as vislumbramos num parque infantil ou numa loja de peluches. Neste livro, pulsa a vida. Nestas páginas, lê-se a melhor de todas as histórias.


Ler mais

Autor(es)

Juan José Millás

Ler mais

Juan Luis Arsuaga

Juan Luis Arsuaga Ferreras, nascido em Madrid em 1954, é licenciado e doutor em Ciências Biológicas pela Universidade Complutense de Madrid e catedrático de Paleontologia na mesma universidade. Em 8 de abril de 1993 foi capa da revista Nature pelo artigo sobre a descoberta, em 1992, do crânio humano mais completo do registo fóssil da Humanidade: o crânio número 5, que é o crânio do Homo heidelbergensis. Membro da Equipa de Investigação dos Jazigos Pleistocénicos da Sierra de Atapuerca (Burgos, Espanha) desde 1982, sob a direção de Emiliano Aguirre Enríquez, e desde 1991 codiretor com José María Bermúdez de Castro e Eudald Carbonell de Castro da equipa que foi galardoada com o Prémio Príncipe de Astúrias de Investigação Científica e Técnica de 1997 e com o Prémio Castilla y León de Ciências Sociais e Humanidades de 1997. É diretor do Museu da Evolução Humana de Burgos, membro da Academia Nacional de Ciências dos EUA e conferencista nas universidades de Londres, Cambridge, Zurique, Roma, Arizona, Filadélfia, Berkeley, Nova Iorque e Telavive.

Ler mais