Partilhar

A Organização das Nações Unidas - 2.ª Edição

Manuel de Almeida Ribeiro


Versão em Ebook

Ebook Vitalsource
Ebook em formato que respeita a paginação original.
Acesso online e offline permanente à sua Biblioteca de Ebooks

Saiba mais



Desconto: 20%
23,43 € 29,28 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Nota Prévia à 2.ª Edição

Esgotada a 2.ª reipressão de 'A Organização das Noções Unidas', decidi convidar a minha assistente Mónica Ferro para colaborar comigo numa segunda edição, actualizada à luz das profundas alterações na cena política internacional que recolocaram em crise o papel da ONU.

Trata-se essencialmente de uma actualização, embora algumas matérias, como as relativas às operações de manutenção de paz tenham sido consideravelmente ampliadas.

Destinando-se primeiramente aos estudantes de Relações Internacionais, pensam os autores que este livro tem sido igualmente lido por muitas outras pessoas que nele encontram quer informação sobre a história e orgânica da ONU quer sobre a interacção que a evolução da Política Internacional tem sobre a Organização e vice-versa.

Proceseu-se ainda a uma actualização da bibliografia sobre a ONU

Lisboa, 30 de Junho de 2004

Índice

Introdução

1. O Estado e as organizações internacionais

1. Plano de exposição

I PARTE - AS ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

CAPÍTULO I - DAS PRIMEIRAS ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS AO SISTEMA DAS NAÇÕES UNIDAS

1. As primeiras organizações internacionais

2. A primeira Guerra Mundial

3. A paz de Versalhes e a Sociedade das Nações

4. O movimento pan-americano

5. O final da Segunda Guerra Mundial e as Nações Unidas

6. As Comunidades Europeias

CAPÍTULO II - CLASSIFICAÇÃO E ORDEM JURÍDICA DAS ORGANIZAÇÕES

7. Razão de ordem

8. Classificação das organizações internacionais

9. Definição de organização internacional

10. O tratado constitutivo

11. Os membros da organização internacional

12. Personalidade jurídica das organizações internacionais

13. Competências das organizações internacionais

14. O "jus tractuum" das organizações internacionais

15. Estrutura e elemento humano das organizações internacionais

CAPÍTULO III - A SOCIEDADE DAS NAÇÕES

16. Natureza e estrutura da Sociedade das Nações

17. O uso da força e a segurança colectiva no Pacto da Sociedade das Nações

18. A experiência da Sociedade das Nações

19. A OIT e a Sociedade das Nações

II PARTE - A ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS

CAPÍTULO IV - ANTECEDENTES DAS NAÇÕES UNIDAS

20. Da Carta do Atlântico à Conferência de S. Francisco

21. A Conferência de S. Francisco

22. Traços gerais da Carta das Nações Unidas

CAPÍTULO V - INSTALAÇÃO E ENTRADA EM FUNCIONAMENTO DOS ÓRGÃOS DAS NAÇÕES UNIDAS

23. Instalação e entrada em funcionamento dos órgãos das Nações Unidas

24. Fundação de outros elementos do sistema

CAPÍTULO VI - O SISTEMA DAS NAÇÕES UNIDAS

25. Aspectos gerais

26. Tipos de órgãos

27. Estrutura orgânica-tipo

28. Órgãos da ONU

29. Características essenciais do Sistema das Nações Unidas

30. A autonomia

31. A complementaridade

32. A coordenação

33. O Comité Administrativo de Coordenação

CAPÍTULO VII - A ASSEMBLEIA GERAL DA ONU E OS SEUS CONSELHOS

34. Razão de ordem

35. A Assembleia Geral: aspectos gerais

36. Organização dos trabalhos

37. O fenómeno dos grupos

38. O Conselho Económico e Social

39. O Conselho Económico e Social e as Organizações não Governamentais

40. O Conselho de Tutela

CAPÍTULO VIII - O CONSELHO DE SEGURANÇA

41. Aspectos gerais

42. A composição do Conselho de Segurança

43. Organização

44. Processo de decisão

45. As operações de manutenção da paz

46. Competências da Assembleia Geral e do Conselho de Segurança: mecanismos de equilíbrio

47. As tentativas de modificação dos equilíbrios

CAPÍTULO IX - O SECRETARIADO

48. O Secretariado e o secretário-geral

49. Os secretários-gerais da ONU

50. Funções do secretário-geral

51. Funções administrativas do secretário-geral

52. Funções políticas

53. O Secretariado:estrutura e funções

54. O segundo escalão

55. A função pública internacional

56. Orçamento e efectivos da ONU

CAPÍTULO X - O TRIBUNAL INTERNACIONAL DE JUSTIÇA

57. Antecedentes históricos

58. O Tribunal Permanente de Justiça Internacional

59. A criação do Tribunal Internacional de Justiça

60. Competência do TIJ

61. Balanço da actividade desenvolvida pelo TIJ

62. A reforma do TIJ

63. Funcionamento do TIJ

III PARTE - OS PODERES DAS ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

CAPÍTULO XI - O PROBLEMA DOS PODERES DAS ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

64. Critérios de classificação dos poderes das organizações internacionais

65. O caso especial do Conselho de Segurança das Nações Unidas

CAPÍTULO XII - O PODER DE DEBATER

66. Aspectos gerais

67. O mecanismo de reflexão colectiva

68. A diplomacia multilateral

69. O direito de debater

CAPÍTULO XIII - O PODER DE DECIDIR

70. Aspectos Gerais: decisões na ordem interna e na ordem internacional

71. Natureza das decisões e classificação das organizações internacionais na perspectiva das decisões que tomam

72. Classificação das decisões

73. As decisões imperativas e as decisões exortativas

74. Poderes implicados no poder de decidir

75. O processo de decisão

CAPÍTULO XIV - O PODER DE AGIR

76. Problemas das Organizações Internacionais no domínio da acção

77. Tipos de acção

78. A acção diplomática

79. Controlo e inquérito

80. A acção coerciva

81. As acções de pacificação

82. A assistência

83. Administração

84. Instrumentos executivos

IV PARTE - HISTÓRIA DAS NAÇÕES UNIDAS

CAPÍTULO XV - A PRIMEIRA DÉCADA

85. Os primeiros anos das Nações Unidas

86. O caso do Azerbaijão

87. A Síria e o Líbano

88. A Grécia

89. O caso da Indonésia

90. A Palestina

91. O Canal de Corfu

92. Triestre

93. Questões Relativas à Europa de Leste

94. Berlim

95. Eleições na Alemanha

96. A Guerra da Coreia

97. Outras intervenções das Nações Unidas na primeira década da organização

98. A "dessegregação"

99. Conclusões sobre a primeira década

CAPÍTULO XVI - A SEGUNDA DÉCADA

100. As Nações Unidas a partir de 1955

101. A Carta e a questão colonial

102. A Guerra do Suez

103. A Questão da Hungria

104. A Questão Colonial

105. Marrocos, a Tunísia e a Argélia

106. A Crise do Congo

107. A Questão Racial na África do Sul

108. Independência de territórios sob tutela

109. O Líbano e a Jordânia

110. A Primeira Crise de Chipre

111. O Caso de Goa

112. A Nova Guiné Ocidental

113. A Federação da Malásia

114. O Iémen

115. A crise dos mísseis em Cuba

116. Outras crises na Segunda Década da Organização

117. A Declaração sobre a concessão da independência aos povos coloniais

118. Conclusões sobre a Segunda Década

CAPÍTULO XVII - DE 1965 À ACTUALIDADE

119. O Fim do processo de descolonização

120. A Questão da Namíbia

121. As Crises do Médio-Oriente

122. O Fim do bloqueio e a Guerra do Golfo

123. As Nações Unidas após a Guerra do Golfo

124. O papel do Secretário-Geral

125. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os direitos humanos

126. A ingerência humanitária

127. Os tribunais penais internacionais ad hoc

128. O Tribunal Penal Internacional

129. A prevenção de conflitos

V PARTE - A AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA DO SISTEMA

CAPÍTULO XVIII - AS NAÇÕES UNIDAS E A CONSTRUÇÃO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL

130. As Nações Unidas em 2003

131. A universalização

132. A construção do direito internacional

133. A unificação ideológica

134. As Nações Unidas como instrumento de desenvolvimento

135. As Nações Unidas como instrumento de pacificação

Ler mais

Autor

Manuel de Almeida Ribeiro

Professor do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas


Ler mais