Partilhar

A Expansão Portuguesa - Um Prisma de Muitas Faces

Luís Filipe F. R. Thomaz

Em Stock



Desconto: 20%
16,01 € 20,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A expansão portuguesa constituiu um fenómeno histórico de grande diversidade e de muito maior heterogeneidade do que a espanhola. Teve lugar à escala de três oceanos e três continentes, onde as condições geográficas, sociais, económicas e políticas eram muito mais variadas, conferindo lhe desde o início uma imensa complexidade. As crónicas da época, no entanto, não permitem divisar isso de modo claro por diversas razões.Os projectos fracassados e os êxitos fortuitos repõem a dimensão humana dos ideólogos e dirigentes de antanho; se os ignorarmos, os seus artesãos parecem transcender a natureza humana e transformam-se em super homens dotados de uma visão profética e praticamente infalível do futuro o que, na realidade, só raras vezes ocorreu. Este livro é uma tentativa de os reduzir às suas reais dimensões e de escrever a história das massas e não apenas a das suas figuras de proa; e, ao mesmo tempo, de situar o fenómeno expansionista português, em cada uma das suas múltiplas vertente


Ler mais

Autor

Luís Filipe F. R. Thomaz

Luís Filipe Thomaz nasceu em Lisboa, em 1942. Licenciado em História pela FL da Univ. de Lisboa (1965) e em línguas orientais pelo Institut National des Langues et Civilisations Orientales, pelo Institut Catholique e pela Univ. de Paris III (1982). Foi Professor Assistente na FL da Univ. de Lisboa e na Univ. dos Açores e Prof. convidado na FCSH da Univ. Nova de Lisboa, entre 1984 e 2002. É desde 2002 diretor do Instituto de Estudos Orientais da Universidade Católica Portuguesa. É autor de sete livros e de mais de uma centena de artigos, versando quase todos a presença portuguesa no Oriente. Colabora com as revistas Archipel, Anais de História de Além-Mar e Lusitania Sacra. Tem-se dedicado, sobretudo, à história do Oriente, com especial atenção a Timor, onde foi outrora militar, jornalista e professor de Latim e Grego no Seminário de Dare. Foi galardoado com o Prémio D. João de Castro da Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, em 1994.

Ler mais