Partilhar

A Diagonal Alekhine

Arthur Larrue

Em Stock



Desconto: 20%
15,04 € 18,80 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A vida inacreditável de Alexandre Alekhine, conhecido com «o sádico do xadrez», «mais imoral do que Jack, o Estripador», consagrado pelo Czar, perseguido por Estaline, chantageado por Goebbels – e que morreu no Estoril, só e em circunstâncias dramáticas.

Campeão mundial, russo branco, naturalizado francês, Alexandre Alekhine (Moscovo, 1892-1946) joga a sua vida como as suas próprias partidas de xadrez (arrebatou o título mundial de xadrez contra o lendário Raúl Capablanca aos 35 anos), de vitória em vitória e de continente a continente. Em Buenos Aires foi apanhado pelo começo da II Guerra Mundial, em 1939. Mobilizado e obrigado a regressar a Paris, testemunhou o colapso do seu país de adoção; instrumentalizado e sitiado pelos novos donos da Europa, é obrigado por Joseph Goebbels a participar em torneios nos novos territórios do III Reich. De jogador, transforma-se em objeto de jogo. As suas peças-chave caem no tabuleiro da sua vida: a sua mulher, Grace, os grandes mestres judeus, até os seus melhores rivais.

Quando a guerra acabou, refugiou-se em Portugal a fim de preparar uma última partida (contra o campeão soviético, Mikhail Botvinnik). Instala-se no Estoril, ainda um ninho de espiões, e, sem dinheiro, fazia exibições no Casino, no Instituto Superior Técnico e na Sociedade de Geografia. Nos últimos dias de vida enfrenta o desconhecido, o alcoolismo e o passado - morreu em circunstâncias estranhas, e muito discutidas (até pela autópsia, realizada pela PIDE), a 24 de março de 1946. Ainda é um mistério. Este romance é o filme dramático e enigmático das suas últimas sete semanas de vida.

Ler mais

Autor

Arthur Larrue

Arthur Larrue nasceu em Paris em 1984; ensinou literatura francesa em S. Petersburgo entre 2009 e 2103, quando publicou Partir en Guerre, romance autobiográfico onde dá conta das suas ligações ao grupo clandestino Voïna, formado por artistas dissidentes. Depois de publicar várias pequenas novelas, o seu segundo romance, Orlov la Nuit sai em 2019, explorando o mistério da queda do célebre voo da Malasya Airlines na Ucrânia. Escreve para revistas como a Vanity Fair ou a Nouvelle Revue Française. Vive atualmente em Portugal.


Ler mais