Partilhar

A Crítica da Razão Europeia - Uma breve história do futuro

António Covas

Disponibilidade Imediata

Desconto: 10%
12,16 € 13,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

«Participante ativo de longa data na reflexão sobre essa aventura coletiva que a construção da União Europeia constitui, o Professor António Covas oferece-nos agora um conjunto de reflexões sobre algumas das grandes questões hoje em cima da mesa.
Como temos vindo a relembrar, a União Europeia é uma união voluntária de Estados Membros que, para perdurar, exige uma clarificação do compromisso dos que nela participam. Tal passa pela construção de uma opinião pública informada, processo complexo já que é grande a diversidade dos temas a abordar.
Sobre muito deles – da arquitetura institucional ao papel do euro, do modelo social europeu ao papel da EU no mundo, da coesão territorial aos desafios climáticos – o Professor António Covas dá-nos aqui o seu contributo, achega importante para um debate democrático que se quer permanente e informado e que só pode merecer o nosso aplauso.»

Ler mais

Autor

António Covas

António Manuel Alhinho Covas é licenciado em economia, pós-graduado em economia europeia pela Universidade Católica, doutorado em assuntos europeus pela Universidade Livre de Bruxelas, agregado em relações económicas internacionais e assuntos europeus pela Universidade de Évora e Professor Catedrático da mesma Universidade. Foi Vice-reitor da Universidade de Évora e assessor do Ministro da Agricultura entre 1995 e 1999. Actualmente é Professor Catedrático da Faculdade de Economia da Universidade do Algarve e director do Centro de Investigação c Desenvolvimento de Economia Regional (CIDER). É, também, docente da disciplina de "Políticas Europeias e Administração Nacional" no mestrado em Administração e Políticas Públicas do ISCTE. É autor das seguintes obras sobre temática europeia: A revisão do tratado de União Europeia (1996), Integração Europeia, Regionalização Administrativa e Reforma do Estado (1997), A União Europeia (1999), A União Europeia e os Estados-nacionais (2002).

Ler mais