Partilhar

Sinta-se Livre

Zadie Smith

Em Stock


Desconto: 10%
22,41 € 24,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Desde a sua impressionante estreia há duas décadas, Zadie Smith consagrou-se não só como uma das escritoras de ficção mais proeminentes da atualidade, mas também como uma brilhante e singular ensaísta. Sinta-Se Livre, volume que reúne textos inéditos e ensaios que já são considerados clássicos, é disso um claro exemplo.

Dividido em cinco partes – «No Mundo», «Entre o Público», «Na Galeria», «Na Estante» e «Sinta-Se Livre» –, esta obra coloca questões que imediatamente reconhecemos: O que são de facto as redes sociais? Como vamos explicar aos nossos netos o fracasso coletivo em lidar com as alterações climáticas? Ao mesmo tempo, leva-nos numa viagem pelo mundo da literatura – visitando a obra de Philip Roth, Ballard, Javier Marías, H. G. Wells e tantos outros –, do cinema, da arte e da música – de Billie Holiday a Jay-Z; e oferece-nos um olhar sobre eventos políticos e culturais recentes, como o Brexit, a era Trump, a complexidade de se ser mestiço (realidade que a autora tão bem conhece), o racismo e o surgimento do movimento Black Lives Matter.

Igualmente à vontade no mundo dos bons livros e da má política, dos rappers de Brooklyn e dos artistas conceptuais, Zadie Smith é irónica, sincera, indignada e incisiva – e sempre uma companhia perfeita. Sinta-se Livre é jornalismo literário no seu melhor.

Tradução de Luísa Feijó.

Ler mais

Autor

Zadie Smith

Zadie Smith nasceu em Londres, em 1975. Considerada uma das vozes mais destacadas do panorama literário em língua inglesa, dona de uma brilhante combinação de humor, inteligência e empatia, foi por duas vezes eleita pela revista Granta como um dos vinte melhores romancistas britânicos com menos de quarenta anos.

Dentes Brancos (2000), o seu primeiro romance, assinalou uma brilhante estreia na literatura, tendo sido galardoado com o Guardian First Book Award, o Whitbread First Novel Award e o The Betty Trask Award. Foi ainda finalista do Booker Prize.

Seguiram-se O Homem dos Autógrafos (2002), Jewish Quarterly Wingate Literary Prize; Uma Questão de Beleza (2005), romance muito aclamado e considerado um dos dez melhores romances de 2005, finalista do Man Booker Prize e galardoado com o Orange Prize for Fiction 2006; NW (2012), finalista do National Book Critics Circle Award 2012 e considerado um dos livros de destaque desse ano pelo New York Times e o Washington Post; e Swing Time (2016) o seu aclamadíssimo mais recente romance.

Ler mais