Partilhar

Semiótica e Filosofia da Linguagem

Umberto Eco

5 dias

Desconto: 10%
17,89 € 19,89 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Como se orientar no labirinto secular, o da Biblioteca de Babel? A reflexão organiza-se em torno de uma série de termos clássicos (como signo, metáfora, símbolo, código, significado) que foram estudados quer pela filosofia da linguagem quer pela semiótica. A unidade do propósito é assegurada por duas teses principais: uma semiótica geral representa a forma contemporânea de uma filosofia das linguagens (e poderemos defender que muitos filósofos, de Aristóteles aos estóicos, de Santo Agostinho a Locke, de Leibniz a Husserl, fizeram semiótica, e da melhor); a actual crise deste campo teórico pode ser compreendida e ultrapassada através de uma reconstrução histórica. Um tema fundamental sustem todas as investigações: as teorias em forma de «dicionário» devem ser reconsideradas por uma semiótica em forma de «enciclopédia» e a noção de signo como equivalência pode ser substituída por uma representação do signo como inferência e sistema de instruções contextuais.

Ler mais

Autor

Umberto Eco

UMBERTO ECO (1932-2016), nasceu em Alessandria, perto de Turim. Pressionado pelo pai, entrou para Direito na Universidade de Turim, mas depois mudou de curso para Filosofia e Literatura Medieval. Doutorou-se em Filosofia em 1954. Tornou-se depois jornalista e escreveu o seu primeiro livro em 1956: Il problema estetico in San Tommaso. Desde então escreveu diversos livros, de ensaio e de ficção, que o consagraram como um dos maiores escritores e estudiosos do nosso tempo.

Ler mais