Partilhar

Desconto: 10%
19,76 € 21,95 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Uma ode ao poder salvífico do amor, do autor dos aclamados romances Em tudo havia beleza e E, de repente, a alegria.

Março de 2020. Um professor reformado abandona Madrid, cumprindo ordens médicas, e instala-se sozinho numa casa na floresta, nas proximidades de uma pequena povoação. Aí conhece uma mulher hipnotizante, quinze anos mais nova. Ele chama-se Salvador, ela chama-se Montserrat: entre os dois germina uma inesperada relação de confiança, alimentada por uma cadeia de revelações surpreendentes.

Os encontros sucedem-se e são como um bálsamo redentor para duas vidas marcadas pela solidão. Apaixonam-se perdidamente e vão construindo uma relação madura, mesmo se assombrada pela realidade de corpos que já perderam a juventude, pelas memórias de um passado que teima em reaparecer e pela estranheza de se encontrarem numa era que apanhou a Humanidade de surpresa. A narrativa de um homem e de uma mulher que procuram no amor o sentido mais profundo da vida.

O novo romance de Manuel Vilas é uma história de amor em tempos estranhos.


Ler mais

Autor

Manuel Vilas

Manuel Vilas nasceu em 1962, em Barbastro, na comunidade espanhola de Aragão. É um dos mais eminentes escritores espanhóis, autor de romances, contos e crónicas. Foi distinguido com vários prémios de poesia e venceu o Prémio Llanes de Literatura de Viagens e o Prémio de Las Letras Aragonesas, em 2015. Escreve habitualmente na imprensa espanhola. Estreou-se em Portugal na Alfaguara, com o romance Em tudo havia beleza (publicado em Espanha com o título Ordesa), que conquistou a crítica e milhares de leitores em vários países, e foi distinguido com o Prix Femina Étranger em França. Seguiu-se E, de repente, a alegria, finalista do Prémio Planeta e do Prémio Jean Monnet de Literatura Europeia, e Os beijos. Nós, o mais recente romance, recebeu, em 2023, o Prémio Nadal de Romance.

Ler mais