Partilhar

O Cinema Português - A Distribuição no Espaço Europeu

Raúl Avelar

Em Stock

Desconto: 10%
14,39 € 16,00 €

Detalhes do Produto

  • Editora: Colibri
  • Tema: Cinema
  • Ano: 2020
  • ISBN: 9789896898991
  • Número de páginas: 314
  • Capa: Brochado

Sinopse

Este trabalho procurou detectar quais os constrangimentos existentes ao nível do cinema português no espaço europeu, através de uma análise transdisciplinar, Pois se considera que a compreensão desta problemática não pode ser confinada a uma só dimensão, passando por uma convocação de diferentes áreas do saber, assim como pela reflexão em torno da especificidade histórica e cultural quer da experiência portuguesa quer da que se prende com o espaço europeu em que esta se insere. Nesse sentido, procurou-se fazer uma análise das diversas vertentes que compõem o cinema português enquanto indústria, desde a sua evolução histórica, evocando conceitos como multiculturalismo e transculturalidade, passando para um levantamento de questões relativas à cultura visual, reflectindo sobre o impacto das novas tecnologias no cinema, e sobre a influência da indústria cinematográfica americana no cinema europeu.

De seguida, seguiu-se a análise da legislação portuguesa sobre cinema, os programas de apoio, nacionais e europeus, à distribuição do cinema português.

Por fim, analisa-se a distribuição do cinema em Portugal, assim como a relação entre produção e distribuição, a distribuição do cinema português no estrangeiro e a relação entre a distribuição e os programas de apoio no sector.

Para melhor contextualização procedeu-se à análise de estudos de caso – grupo Paulo Branco, Ukbar Filmes e António Pedro de Vasconcelos.

“A realidade do cinema enquanto indústria apresenta diversas complexidades, (...) [ali], sublinho que, na minha perspectiva, a indústria cinematográfica portuguesa, por muito pequena que seja, constitui uma indústria. Com efeito, considero que encarar a realidade cinematográfica como algo menos que uma indústria tem implicações que se podem, a meu ver, reflectir negativamente a longo prazo no cinema português.

Por outras palavras, a natureza dupla do cinema, na minha opinião, torna redundante a questão, o cinema português é artesanal ou uma indústria? Creio que o essencial é procurar o equilíbrio entre a faceta cultural e económica, tanto ao nível das políticas como da própria forma de actuação dos agentes.”

Ler mais

Autor

Raúl Avelar

Ler mais