Partilhar

Desconto: 20%
23,92 € 29,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Le Corbusier é hoje considerado um dos maiores arquitectos do séc. XX. O Modulor é uma das suas obras de referência, objecto de estudo em todo o mundo. Traduzido pela 1.ª vez em português, O Modulor está já publicado em várias línguas. O Modulor (1.º vol.), originalmente publicado em 1950, incide na explicação do sistema de medidas concebido por Le Corbusier entre 1943 e 1950 designado Modulor. Baseado nas dimensões do corpo humano e da matemática, trata-se de uma fórmula de coerência a partir da qual é possível gerar duas séries de medidas em harmonia com o corpo humano e entre si, estabelecendo uma ponte entre dois sistemas métricos: o sistema anglo-saxónico e o métrico decimal. Modulor 2 (1955) analisa o impacto e as diferentes reacções provocados nos leitores pelo volume anterior. Traduzido pela 1.ª vez em português, O Modulor está já publicado em várias línguas.

Ler mais

Autor

Le Corbusier

Le Corbusier, pseudónimo de Charles-Édouard Jeanneret, nasceu a 6 de Outubro de 1887, em La-Chaux-de-Fonds, na Suíça. Frequentou a École des Arts Décoratifs desta cidade, onde aprendeu o ofício de relojoeiro. Autodidacta, nunca teve educação formal em arquitectura. Foi o seu professor, Charles L’Eplattenier, que o incentivou a participar nos primeiros projectos. Le Corbusier foi aprendiz no gabinete dos irmãos Auguste, Gustave e Claude Perret, onde tomou contacto com a tecnologia do betão armado, que conheceu a fundo e integrou nos seus projectos. Entre 1907 e 1911, viajou pela Europa e pelo Mediterrâneo, documentando extensa e pormenorizadamente o que viu. De regresso a Paris, aos trinta anos, conheceu o pintor Amédée Ozenfant, com quem desenvolveu um estilo de pintura denominado Purismo. Com o poeta Paul Dermée, fundou a revista L’Esprit Nouveau. Em cerca de 60 anos de carreira, projectou edifícios em doze países e quatro continentes, de moradias de luxo a edifícios sociais, passando por algumas das estruturas mais emblemáticas do mundo, como a sede da onu em Nova Iorque ou o vasto Complexo do Capitólio de Chandigarh, na Índia. Morreu em França a 27 de Agosto de 1965; três anos depois, foi criada em Paris a Fondation Le Corbusier, dedicada à conservação, estudo e disseminação da sua obra. Em 2016, 17 das suas obras foram incluídas na lista do Património da Humanidade da UNESCO.

Ler mais