Partilhar

Modelos de Interpretação em Psicanálise

Psicanálise

Carlos Amaral Dias

Em Stock


Desconto: 20%
11,12 € 13,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Resultante de um seminário animado pelo autor da obra, este livro pretende dar conta da experiência de um psicanalista de setting, acumulada em vinte e cinco anos de actividade profissional.
Modelos de Interpretação em Psicanálise é, pois, um livro de reciclagem permanente da forma como o psicanalista "não joga aos dados" para parafrasear Einstein, quando abre mão do seu silêncio expectante, pela palavra que se propõe. Ora notativa, ora indagadora, mas sempre introduzindo desequilíbrio num sistema fechado pela angústia.
Com este livro, Carlos Amaral Dias pretende proceder numa simultaneidade de ensino científico e artístico. Pelo científico, sugerindo as abstracções, os questionamentos e as problematizações próprias a qualquer disciplina científica. Pelo artístico, ensaia proceder como o mestre que, no lugar de se limitar a ensinar o aprendiz, lhe mostra a forma e a técnica com que pinta.
É, pois, obra para todos aqueles que praticam a Psicanálise, a Psicoterapia Psicanalítica ou que se interessam por esta mesma prática.

INTRODUÇÃO


NASCEU ESTA OBRA de um seminário, organizado para um número restrito de analistas e psicoterapeutas de orientação psicanalítica, subordinado ao tema que dá aliás título ao livro, "Modelos de Interpretação em Psicanálise".
"Sofre", por isso, uma vez mais, do estilo resultante da transcrição oral, coisa a que o leitor das minhas últimas obras se vai, bem ou mal, habituando. Creio, no entanto, que a resultante específica talvez ajude a "simplificar" um pensamento que às vezes temo demasiado circular e que, por isso, quando reduzido a escrita pelo autor, resulta frequentemente numa densidade conceptual "excessiva". Aspecto que aliás não lamento assim tanto, como também não lastimo, pelo contrário, o efeito próprio à transcrição.
Há no entanto uma vantagem na obra agora dada a lume. É que ela traduz em boa parte a experiência, a perplexidade, as questões e as dúvidas de um psicanalista de "setting", acumuladas em quase trinta anos de actividade profissional.
Há também por aqui uma dívida de gratidão. Refiro-me às colegas Rosário Belo, Catarina Neves e Ana Almeida, às quais devemos quase todo o produto final. As inúmeras horas de trabalho não têm preço, valor, a não ser aquele que vem pela amizade.
Particularmente à Ana e à Catarina, devo (devemos) um muito obrigado, pois a elas pertence o melhor do livro (no estilo encontrado). À Ana, a paciente recolha bibliográfica, citada ao acaso no discurso.
Não pense o leitor encontrar aqui algo de novo. Quem disse foi Freud, Klein, Bion, Lacan e outros. De mim perpassa apenas a experiência (in)transitiva de os ler, de os rever nos meus analisandos, de os esquecer e de os lembrar de novo.

Ler mais

Autor

Carlos Amaral Dias

Ler mais