Partilhar

Desconto: 20%
14,00 € 17,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Como é que a mente se relaciona com o cérebro? Qual deve ser a nossa posição perante a inteligência artificial? Será o computador análogo ao cérebro humano? O livre-arbítrio continua a ser um problema filosófico?
John Searle responde a todas estas questões, numa linguagem simples e clara que prova que a filosofia contemporânea pode ser acessível a um vasto público.

O tema predominante diz respeito à relação dos seres humanos com o resto do Universo. De modo específico, diz respeito à questão de como conciliamos uma certa concepção mentalista tradicional, que temos de nós mesmos, com uma concepção aparentemente inconsciente do Universo enquanto sistema físico, ou um conjunto de sistemas físicos em interacção. Em torno deste tema, cada capítulo aborda uma questão específica: qual é a relação da mente com o cérebro? Podem os computadores digitais ter mentes só porque têm programas correctos com as entradas e saídas correctas? Quão plausível é o modelo da mente enquanto programa de computador? Qual a natureza da estrutura da acção humana? Qual é o estatuto das ciências sociais enquanto ciências? Como podemos nós conciliar, se é que podemos, a convicção da vontade livre com a nossa concepção do Universo enquanto sistema físico ou um conjunto de sistemas físicos em interacção?

Ler mais

Amostra

Autor

John Searle

(1932) É um dos maiores filósofos contemporâneos norte-americanos, destacando-se pelo seu contributo para a filosofia da linguagem, em especial com a sua obra seminal Actos de Fala (1969), a filosofia da mente e a filosofia social. Fez parte dos seus estudos em Oxford, onde se doutorou, regressando posteriormente aos Estados Unidos para dar aulas na Universidade de Berkeley.

Ler mais