Partilhar

Desconto: 20%
18,40 € 23,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Com a edição de «Crítica da Faculdade do Juízo» de Immanuel Kant disponibiliza-se uma obra em que o interesse, a pertinência e a atualidade transpõem os limites da comunidade académica filosófica.
A introdução de António Marques e a tradução e notas de António Marques eValério Rohden acompanham o leitor na sua reflexão sobre o pensamento kantiano.

«A verdade é que se não parece ser possível um mundo estético sem moral, também não é plausível um mundo com valores morais, mas sem vivências estéticas. A necessidade de esclarecer esta dicotomia entre moral e estética é sentida como uma premência dos nossos dias e da nossa experiência de indivíduos que têm a sensação estranha de viverem em esferas divididas, parcelares ou incomunicáveis. A reflexão sobre este ponto atinge no seu centro o problema inicial respeitante à motivação sobre o lugar, a natureza e função dos valores nas sociedades modernas. Por outras palavras, a solidariedade entre a ética e a estética é um pressuposto de qualquer reflexão sobre o caráter irredutível dos valores numa forma humana de vida e é dessa solidariedade, que não chega a ser pertença a um mesmo solo comum, que nos fala terceira Crítica de Kant.»

 

Ler mais

Autor

Immanuel Kant

IMMANUEL KANT nasceu em 1724, em Könisberg, onde faleceu em 1804. Teve uma vida calma, sóbria, dedicada ao estudo e ao ensino. Profundamente imbuído dos ideais do Iluminismo, Kant professou uma profunda simpatia pelos ideais da Independência Americana e da Revolução Francesa. Foi pacifista convicto, antimilitarista e estranho a toda a forma de patriotismo exclusivista. As obras de Kant costumam distribuir-se por três períodos, que habitualmente se denominam pré-crítico, crítico e pós-crítico. As suas obras mais conhecidas e influentes foram escritas no segundo período.

Ler mais