Partilhar

Coimbra, 1969

Celso Cruzeiro

Em Stock


Desconto: 10%
14,54 € 16,15 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A crise académica, o debate das ideias e a prática, ontem e hoje.

O combate e a festa que envolveram a luta não se puderam resumir num acto, antes constituíram um processo, rico e multifacetado, longe de se poder definir ou compartimentar ideologicamente, mesmo à chegada. Ele representou claramente a expressão própria de um grande movimento, contraditório no âmago das forças que o integraram globalmente, mas dirigido por correntes marxistas críticas e inovadoras, fora dos cânones clássicos do modelo de desenvolvimento tradicional do movimento associativo. E revelou, a espaços, a novidade de muitos aspectos da luta da juventude europeia contra a ideologia produtivista e desumanizante das denominadas sociedades industriais do ocidente e do leste europeus. Aflorou aspectos claros de mutação radical de gestão do espaço das nossas vidas, da ocupação do quotidiano e do significado da condição estudantil. Por isso a raiz cultural assumia tão grande importância no desabrochar dos novos caminhos. Mas todo o seu percurso foi espontaneamente «regulamentado» pelas especiais condições que caracterizavam a vida universitária na cidade e pelos parâmetros que balizavam as metas políticas da luta contra o fascismo e contra a guerra.

Ler mais

Autor

Celso Cruzeiro

Advogado, licenciado pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
Dirigente estudantil nas lutas contra a ditadura na década de 60 do século passado. 
Participação no debate político e cultural da esfera pública.
Recebeu em 1999, da Presidência da República, a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade e em 2016, da Ordem dos Advogados Portugueses, a Medalha de Honra daquela Ordem. 


Ler mais