Phil Bryson

Vive isolado na ilha do Príncipe Eduardo, ao largo do Canadá. Apenas a agente literária e alguns amigos de confiança conhecem o seu paradeiro. Convicto de que uma pandemia estava para chegar (o Coronavírus dar-lhe-ia razão), vive isolado desde 2006, com a mulher e alguns animais de companhia. Viaja muito pouco. É vegetariano e adepto de meditação. Regista todos os acontecimentos do seu quotidiano, numa base de períodos de 15 minutos. Acha que esse registo, que ultrapassará mais de 12 000 páginas, poderá vir a ser-lhe útil, mas será sempre, palavras do próprio, impublicável. Tem uma extensa obra escrita, mas os seus livros permaneceram inéditos até há bem pouco tempo. Miserável Mundo Novo é inspirado pela sua passagem por Lisboa, onde, em finais da década de 1990, viveu alguns meses (e onde conheceu Laura, a mulher). Este é o primeiro livro de Philip Bryson editado em Portugal, mas, garante-nos o autor, o 25.º que escreveu. O escritor colabora para muitos jornais e revistas sob vários pseudónimos. Talvez já tenha lido um artigo deste autor sem saber.



  • Filtrar por: