Luísa Freire

Castelo Branco, 1933.

Completou a licenciatura em Filologia Germânica em 1958, em Coimbra; mestrado em Literaturas Comparadas em 1994, na F.C.S.H. da Universidade Nova de Lisboa.

Foi professora do Ensino Secundário em Elvas e em Lisboa; orientadora dos Estágios Pedagógicos na Escola Superior de Educação de Portalegre e trabalhou no Ministério da Educação (D.R.E.L.). Aposentada em 1995, foi a partir daí membro do Instituto de Estudos sobre o Modernismo da F.C.S.H. da Universidade Nova de Lisboa e, nessa qualidade, dedicou–se à investigação da obra pessoana, sobretudo no campo da sua poesia inglesa, que publicou e traduziu.

É autora de poesia, de ensaio e de tradução. Tem artigos e poemas editados em antologias, revistas e jornais.

obras publicadas

¶poesia

Da Raiz à Fronde, 1979 (esgotado)

Na Pausa da Espera, 1980 (esgotado)

Estar, 1981 (esgotado)

Amor e Sempre, 1981 (esgotado)

Verde-Nunca, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1985 (esgotado)

Imagens Acidentais, Lisboa, Assírio & Alvim, 2003 (esgotado)

Ciclo da Cal, Porto, Campo das Letras, 2003 (esgotado)

O Tempo de Perfil (1980 – 2005), Lisboa, Assírio & Alvim, 2009

Imagens / Uma Antologia de Inéditos de Luísa Freire (Selecção e Prefácio de Ricardo Marques), Lajes do Pico, Companhia das Ilhas, 2022.

Caderno A4 (ficção poética), Lisboa, Edições Sem Nome, 2022.

Monólogo para uma Janela no Escuro, Poema Dramático, Lajes do Pico, Companhia das Ilhas, 2024.

Folhas Breves, Haikus, Lajes do Pico, Companhia das Ilhas, 2024.

no prelo

O Rio que Corre na Mão (2011-2017), Porto, Assírio & Alvim.

Atrave+M306ssar o Frio (2019-2023), Porto, Assírio & Alvim.

¶ ensaio

O Feitiço da Quadra, Lisboa, Vega, 1999 (esgotado)

Pedro Tamen: A Tenção em Tensão, Lisboa, Livros Horizonte, 1999.

Fernando Pessoa – Entre Vozes, Entre Línguas, Lisboa, Assírio

& Alvim, 2004. (Prémio Máxima de Literatura 2005 / Prémio Ensaio)


  • Filtrar por: