Luís Martinho Urbano

É Arquitecto e docente da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP). Licenciou-se na Universidade de Coimbra, onde efectuou uma pósgraduação em “Arquitectura, Território e Memória”. Em 2015 concluiu o doutoramento na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP). Escreveu artigos e apresentou comunicações sobre as intersecções entre a arquitectura e o cinema em diversas publicações e conferências. Coordenou três edições do Workshop Internacional “Cinemarchitecture” (2008, 2009 e 2010), três edições do Curso de Verão “Arquitectura e Cinema” (2010, 2011 e 2012) e organizou os Seminários “Portugal 1960-74” (2010), “Revoluções” (2011) e a Conferência Internacional “Inter[Sections]” (2013). Na FAUP, coordenou o Projecto de Investigação “Ruptura Silenciosa”, no âmbito do qual produziu dez curtas-metragens. Editou os livros "Designing Light" (2007), “Mundo Perfeito” (2008), “Revoluções. Arquitectura e Cinema nos anos 60/70” (2013) e "Circa 1963. Conversas com Arquitectos e Cineastas" (2018). Actualmente é editor e director da revista “JACK – Journal on Architecture and Cinema”. É autor do livro “Histórias Simples. Textos sobre Arquitectura e Cinema” (2013) e das curtas-metragens “Sizígia” (2012), “A Casa do Lado” (2012), “Como se desenha uma casa” (2014) e "Morada" (2019).


  • Filtrar por: