ENVIOS GRÁTIS - Para compras de 20/11 a 16/12. Devolução prolongada até 30/01/2021. Ver condições

Partilhar

Desconto: 20%
20,00 € 24,99 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Paul Celan (1920-1970), poeta judeu-alemão, é um marco incontornável da literatura do século xx. Sobrevivente do Holocausto, a sua poesia bela, contida e hermética prende-se com o sofrimento e a morte nos campos de concentração, e com a desintegração da linguagem. Com selecção, tradução e introdução de João Barrento, ensaísta e tradutor premiado, e de Y. K. Centeno, autora, tradutora e Catedrática em Literatura Alemã, Sete Rosas Mais Tarde é a obra de referência da poesia de Paul Celan.
Edição bilingue.

«Ler ou reler Celan, e ainda mais traduzi-lo, aproxima-nos da essência da escrita. Não apenas da sua escrita, mas do acto mesmo da escrita na sua pureza total.»
Y. K. Centeno, Paul Celan: o sentido e o tempo

Ler mais

Autor

Paul Celan

Paul Celan nasceu em Czernowitz (Bucovina, na Roménia) em 1920, de pais judeus-alemães. Em 1940, Czernowitz é ocupada pelos soviéticos e no ano seguinte pelas tropas alemãs e romenas. Em 1942, os seus pais são deportados para um campo de extermínio, onde morrem poucos meses depois. Apesar de ter sobrevivido ao Holocausto, Celan permaneceu preso, num campo de trabalho, até 1943, ano em que a Bucovina volta a ser tomada pelos soviéticos. 
Em 1945, parte para Bucareste onde se torna tradutor e leitor de uma editora e publica os seus primeiros poemas. Em Dezembro de 1947, partirá para Viena, e um ano depois para Paris, onde se fixa e retoma os estudos (Germanística e Linguística). Entre 1950 e 1968, publica vários originais e traduções (Shakespeare, Henri Michaux, Paul Valéry, Pessoa, Mandelstam). Em 1969, um ano antes da sua morte, visita Israel. Suicida-se no Sena, um ano depois.

Ler mais