Partilhar

Salazar e a BBC na Segunda Guerra Mundial: Informação e Propaganda

Fora de Coleção

Nelson Costa Ribeiro

Disponibilidade Imediata

Desconto: 10%
20,61 € 22,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Durante a Segunda Guerra Mundial, milhares de portugueses espalhados por todo o país, das cidades às aldeias mais recônditas, juntavam-se ao final do dia, com amigos, vizinhos ou familiares, para ouvir as emissões da BBC em língua portuguesa. Para muitos, a Voz de Londres era a única fonte de informação credível e aquela que acreditavam relatar os acontecimentos com objetividade, por oposição à informação truncada da Emissora Nacional e à propaganda da rádio alemã. Escutada sobretudo pela credibilidade e independência dos seus noticiários, a Voz de Londres encerrava em si um verdadeiro paradoxo pois, na verdade, estava ao serviço da estratégia diplomática do governo britânico. Como o livro relata, tal levou a que, em diversas ocasiões, a seleção de notícias e o despedimento ou afastamento de funcionários tivesse sido decidido com o intuito de satisfazer os desejos do Foreign Office de não entrar em conflito com Salazar.
Além de fornecer uma análise aprofundada da linha editorial adotada pelas transmissões de Londres, Salazar e a BBC na Segunda Guerra Mundial: Informação e Propaganda dá amplo destaque ao papel desempenhado pelas principais figuras da Secção Portuguesa, como Fernando Pessa e António Pedro da Costa. São igualmente apresentados dados inéditos sobre as práticas de consumo da rádio durante a guerra, bem como documentos que permitem aprofundar a reflexão sobre o papel dos media ao serviço das estratégias diplomáticas.
O número de pessoas que vêm para a minha casa para ouvir a vossa transmissão das 21.00 varia entre 6 e 8. São todos meus amigos, e, uma vez que a transmissão começa, têm que ficar e ouvi-la até ao fim, quer gostem ou não. Como o meu rádio está perto da porta, apesar de o volume não estar muito alto, é suficientemente forte para irritar alguns Fascistas no bairro.
(Ouvinte da Voz de Londres, Abril 1943).
Acima de tudo, em todas as palestras que sejam emitidas, devemos evitar a palavra "democracia". É interpretado aqui como um incentivo às forças da desordem.
(Ronald Campbell, embaixador britânico em Lisboa, Maio 1941)

Entrevista a Nelson Ribeiro ao “Livros com RUM” da Rádio Universitária do Minho
• 1.ª parte do programa
• 2.ª parte do programa
• Sugestão de leitura do livro no programa “Leitura em dia”, também da RUM

Ler mais

Autor

Nelson Costa Ribeiro

Professor auxiliar da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa, onde é coordenador da área científica de Ciências da Comunicação. Doutorado em Media & Cultural Studies pela Universidade de Lincoln (UK), é membro do Conselho de Direção do Centro de Estudos de Comunicação e Cultura (CECC), diretor-adjunto da revista Comunicação & Cultura e vice-presidente da secção de história da comunicação da European Communication Research and Education Association (ECREA). A história dos media é um dos seus principais interesses de investigação, tendo publicado diversos artigos em revistas científicas internacionais sobre esta temática. É igualmente autor de A Emissora Nacional nos Primeiros Anos do Estado Novo (1933-1945) e A Rádio Renascença e o 25 de Abril. Diretor de Programação da Rádio Renascença entre 2005 e 2013, foi igualmente Diretor de Programas da Mega FM entre 2000 e 2005.

Ler mais