Partilhar

Práticas da Cultura na Raia do Baixo Alentejo - Utopias, Criatividade e Formas de Resistência

Dulce Simões

Em Stock



Desconto: 20%
14,39 € 18,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Entre os méritos deste livro, destaco a centralidade das vozes e das histórias de vida dos protagonistas das práticas expressivas e rituais em estudo e de outros agentes locais que desempenharam um papel central nos processos estudados. (...) Por outro lado, a perspectiva crítica adoptada pela autora em torno do património e do processo de patrimonialização protagonizado pela UNESCO, pode ser lida como um convite para repensarmos o conceito do “património” enquanto modelo fixo a ser “preservado” assim como os usos do património no âmbito do regime neoliberal actual.

[SALWA CASTELO-BRANCO]

***

En el estudio de la evolución histórica hasta el presente de los cantes y los bailes tal como son ejecutados por los cantadores, bailadores, grupos corales o estudiantinas — y de las instituciones que los organizan — de la zona se puede ir comprendiendo la indisoluble relación entre música y política. (...) Por tanto, la música es una herramienta para la construcción de identidades, un vehículo para la transmisión de sentido a algunas acciones que derivan su significación a través de la afirmación identitaria que aportan; están conectados a historias que ubican a las personas en el tiempo y el espacio.

[HERIBERTO CAIRO CAROU]

***

Desde uma perspectiva histórica e etnográfica a autora analisa as transformações económicas, políticas e sociais do mundo rural e as suas repercussões nas práticas e expressões culturais da raia do Baixo Alentejo, partindo do cruzamento de fontes escritas e orais. Desde uma perspectiva crítica interroga os processos de patrimonialização e a criatividade social, a partir da análise de um conjunto de manifestações culturais que reforçam o sentido do comum e a utopia de uma sociedade mais justa.

Ler mais

Autor

Dulce Simões

Foi produtora-realizadora na Radiotelevisão Portuguesa e autora de diversos projectos audiovisuais (1979-2003). Doutorou-se em Antropologia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2011) e tem pós-doutoramento em Estudos Artísticos (2019). É investigadora no Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança, membro da equipa do RIARM - Red(e) Ibero-Americana Resistência e(y) Memória e do GESSA - Grupo de Estudios Sociales Aplicados da Universidad de Extremadura. Participou em diversos projectos I&D multidisciplinares, nacionais e internacionais, e desenvolve investigação em movimentos sociais, usos políticos da memória e práticas da cultura. Tem artigos publicados em diversas revistas e obras colectivas, e é autora dos seguintes livros: (2017) Memórias, Sociabilidades e Resistências: O caso da Cooperativa de Consumo Piedense; (2017) Grupo Coral Os Arraianos de Ficalho. Luar da Meia-Noite, livro/CD; (2016) A Guerra de Espanha na Raia Luso-Espanhola. Resistências, Solidariedades e Usos da Memória, com edição castelhana publicada pela Diputación Provincial de Badajoz em 2013; (2011) Zip-Zip: um programa mítico, ou uma «pedrada no charco» da «primavera marcelista»?; (2007) Barrancos na Encruzilhada da Guerra Civil de Espanha. Memórias e Testemunhos, 1936, com edição castelhana publicada pela Editora Regional de Extremadura em 2008. Em 2015 recebeu o Prémio de Investigação – Humanidades, da Cidade de Almada.


Ler mais