Partilhar

Desconto: 20%
11,99 € 14,99 €

Detalhes do Produto

  • Editora: Edições 70
  • Ano: 2014
  • ISBN: 9789724418292
  • Tipo: Ebook
  • Número de páginas: 264

Sinopse

Portugal e o fim do Colonialismo. Dimensões internacionais é um livro que propõe uma abordagem histórica e multifacetada dos factores e processos internacionais que condicionaram o colonialismo português nas suas últimas décadas de existência. Identificando e analisando algumas das suas principais manifestações, não tendo obviamente uma preocupação de exaustividade, este livro explora as relações entre estes factores e processos e determinados eventos e dinâmicas das histórias metropolitana e colonial. Os sete textos aqui publicados examinam as formas através das quais o Estado português interagiu – durante o regime republicano mas, acima de tudo, durante o regime autoritário – com as transformações fundamentais que caracterizaram a ordem internacional desde a Primeira Guerra Mundial, em particular as que tiveram impacto nas configurações imperiais e coloniais, na sua evolução e desintegração. Os limites cronológicos deste volume correspondem assim, no essencial, a modificações capitais que se processaram no decurso do final da Segunda Guerra Mundial, isto é, desde a criação do “sistema” das Nações Unidas até ao zénite dos processos de descolonização na África portuguesa, a dissolução formal do império colonial.

VER POR DENTRO Ver página inteira

Ler mais

Autor(es)

António Costa Pinto

Investigador Coordenador no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e Professor Convidado no ISCTE-IUL. Doutorado pelo Instituto Universitário Europeu, foi Professor visitante nas Universidades de Stanford (1993), de Georgetown (2004) e do Instituto de Estudos Políticos (Paris) (1999-2003), e Investigador visitante nas Universidades de Princeton (1996) e da Califórnia-Berkeley (2000 e 2010). Foi presidente da Associação Portuguesa de Ciência Política, sendo as suas principais áreas de investigação o fascismo e o autoritarismo, a democratização e a descolonização, as elites políticas e o estudo comparativo das mudanças políticas na Europa. Publicou recentemente  O Passado Que Não Passa. A Sombra das Ditaduras na Europa do Sul e na América Latina (co-direcção, Civilização Brasileira, 2013) e História Contemporânea de Portugal (co-direcção, MAPFRE/Objetiva, 2013-2015, 5 volumes).

Ler mais

Miguel Bandeira Jerónimo

Investigador Auxiliar do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-UL). Doutor pelo King’s College London, foi Professor Visitante na Universidade de Brown (EUA) (2011 e 2012). Os seus interesses de pesquisa centram-se na História Global e Comparada do Imperialismo e do Colonialismo (Sécs. XVIII-XX). Em 2010, publicou Livros Brancos, Almas Negras: A “Missão Civilizadora” do Colonialismo Português, c. 1870-1930. Em 2012, publicou A Diplomacia do Império. Política e Religião na Partilha de África e organizou a edição de O Império Colonial em Questão. Recentemente, co-organizou Portugal e o fim do Colonialismo. Dimensões internacionais (2014), publicou The “Civilizing Mission” of Portuguese Colonialism (1870-1930) e The Ends of European Colonial Empires: Cases and comparisons (ambos na Palgrave-Macmillan, em 2015). É coordenador do projecto internacional Internationalism and Empire: The Politics of Difference in the Portuguese Colonial Empire in Comparative Perspective (1920-1975) e co-director da colecção História&Sociedade nas Edições 70.

Ler mais