Partilhar

Desconto: 20%
32,00 € 40,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

"Fotografar esta cidade antiga, mui nobre, sempre leal e invicta, a cidade do rio Douro, a cidade da frente marítima, a cidade rural e a cidade urbana, fabril e… febril, tornou-se tanto uma necessidade, como uma paixão. 

Com um olhar que não tem horas para ver. Um olhar que a procura escrever. Como os poemas do Eugénio de Andrade, onde canta a masculina música das palavras sem vileza. Com as as aguarelas do António Cruz, que formam um desenho de luz. Com a sua história contada pelo Germano Silva que tão bem conhece as suas histórias. Disse em 2012 que faltava um outro livro para falar desta cidade, pois as imagens já as tinha e, constantemente, outras se lhes juntaram e vão juntando. E o Douro é fonte inesgotável. Este rio, que no dizer de Miguel Torga "começa em pedra e água, e acaba em pedra e água." Há tempos atrás, escrevi, considerando a geometria que os novos molhes lhe emprestaram: Começa em água e areia e termina em areia, pedra e mar. A propósito "De Um Outro Porto", também escrevi que uma cidade se faz de vielas, travessas, ruas e avenidas e que nos muros e nas casas que as ladeiam se encontra a sua alma, que é a sua gente. 

Com este Porto Meu, fui à procura de memórias que ainda perduram e de uma cidade que em cada dia, todos os dias renasce e se desnuda, em que cada dia se abra para um novo olhar. - João Menéres.

Ler mais

Autor(es)

João Menéres

Ler mais

Luís Valente De Oliveira

Ler mais