Partilhar

Desconto: 10%
14,31 € 15,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Por Falar Noutra Coisa é um blogue criado no início de 2014. Já ultrapassou os cinco milhões de visualizações e conta com mais de 125 mil seguidores no facebook. Portugal está cheio de gente com gosto duvidoso. Este livro contém os melhores textos, reescritos e melhorados, e compila as piadas menos fracas que o autor coloca no Facebook quando precisa de likes para reforçar o ego.Inclui os textos de sucesso:• Fui ameaçado de morte por um Charlie; • 10 «razões» para não acolhermos refugiados;• Adoro transportes públicos;• 10 argumentos a favor da tourada;• As mulheres não sabem conduzir;• Carta de Deus para o Homem;• As orelhas grandes e o bullying;• 20 Coisas que não se devem fazer/dizer durante o sexo;• Os balneários são lugares estranhos.

Ler mais

Autor

Guilherme Duarte

Guilherme Duarte nasceu em Lisboa em 1984. Tirou o mestrado em Engenharia Informática, mas em 2014 resolveu criar o blogue Por Falar Noutra Coisa, que o lançou numa carreira humorística, onde deixou de ter de aturar os chefes com complexo de deus das empresas de consultoria. Ficou a perder o mundo dos computadores, mas ganhou a sociedade portuguesa: eram os primeiros passos daquele que é hoje um dos mais bem-sucedidos humoristas dos últimos anos. Em pouco tempo deu por si a fazer stand-up comedy, primeiro em bares manhosos, depois em algumas das salas de espetáculos mais prestigiadas do país e perante muitas centenas de pessoas, o que é um feito notável para quem tem medo de palco — só o seu espetáculo Limbo teve, ao todo, 56 sessões e mais de 25 mil espectadores, incluindo em Londres, Madrid e Barcelona. Além da stand-up, criou o podcast Sem Barbas na Língua, foi cronista do SAPO24, teve uma rubrica de humor na Antena 3, fez a série de sketches Falta de Chá, participou no programa da TVI A Vida Lá Fora e apresentou os seus alter-egos Doutor G e Gandim — conselheiro sexual e rapper humorístico, respetivamente. Conta também com cinco livros publicados. Nada mau para quem supostamente ganharia a vida a repetir ad nauseam frases como “faça reset à máquina” ou “isso deve ser da cache”.

Ler mais