Partilhar

Por enquanto, o Povo Unido ainda não Foi Vencido - Crónicas 1974-1975

Manuel Vázquez Montalbán

Disponível Brevemente



Desconto: 10%
15,21 € 16,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A Revolução de Abril acompanhada com entusiasmo por um dos maiores escritores espanhóis. Para Espanha, com Franco octogenário e em fim de ciclo, a revolução portuguesa não podia ter vindo num melhor momento: a oposição rejubilou com esperança, o regime cerrou fileiras. Durante o biénio revolucionário em Portugal, o ditador espanhol definhava, acabando por morrer na cama. Manuel Vázquez Montalbán, à época uma das vozes da oposição comunista com maior presença nas páginas de jornais e nos escaparates das livrarias, entusiasmou‑se e, como um grande número de jornalistas espanhóis, entre 1974 e 1975 fez da revolução de Abril um dos seus temas. Nestas 55 crónicas inéditas em Portugal, acompanhamos o entusiasmo do grande escritor mais conhecido pelo génio dos policiais, e a sua análise apurada daqueles tempos, por vezes precipitada e corrigida, sempre regada com doses generosas de humor, uma das técnicas mais eficazes para lidar com o sofisticado sistema censório implementado em Espanha. Selecção, organização e tradução de Rita Luís. SINOPSE CURTA 55 crónicas inéditas escritas por Manuel Vázquez Montalbán em 1974 e 1975 em jornais espanhóis sobre a Revolução dos Cravos em Portugal, com selecção e tradução de Rita Luís.


Ler mais

Autor

Manuel Vázquez Montalbán

Manuel Vázquez Montalbán (1939-2003) nasceu em Barcelona, estudou Filosofia e foi uma das figuras mais importantes das letras de Espanha. Escreveu romances, literatura policial, poesia, ensaio, crónica, sobre gastronomia – e foi jornalista. Obteve numerosos prémios literários e muitos dos seus livros estão adaptados ao cinema e à televisão. Escreveu livros como Assassinato no Comité Central, O Prémio, Autobiografia do General Franco, As Termas ou Os Pássaros de Banguecoque.

Ler mais