Partilhar

12,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

«Meses depois de o meu irmão Pedro morrer de acidente de mota, comecei a escrever sobre ele para contar a sua história ao João Maria, na altura o meu único filho.

Além de querer honrar a vida e a memória do meu irmão, quis  arranjar forma de o tornar presente na vida dos meus filhos.

Sei de cor que a saudade se pode molhar.

E lavar. Sacudir, estender, secar, dobrar, guardar.

Repetir e voltar a usar e sinto que esta é a altura de colocar parte das minhas memórias e da minha saudade num livro.»

«É nas fissuras de tudo o que já não pode ser, que tecemos a nossa forma de dor. Não admitimos qualquer vulgaridade, o que de nós se desprende, só por nós é entendido.

Fica por oferta à vontade, o desenho das nossas interações e a crença que todos os tios Pedros as habitam.

Mas é a ti, Pedro, que a Patrícia oferece a singularidade da sua dor, partilhada agora em livro, para que nada fique por dizer, em tudo o que fica por viver.

Redobrado o cuidado de te manter quente e perto, ensinando-os acima de tudo, a habitar as nossas dores.»

Isabel Saldanha


Ler mais

Amostra

Autor

Patrícia Costa Mateiro

Patrícia Costa Mateiro é natural de Santarém e reside em Alpiarça desde 2002, o ano do seu casamento com Pedro Mateiro.

Casada, mãe de 3 rapazes com 10, 13 e 16 anos, é na maternidade que encontra a sua maior realização pessoal e também o seu maior desafio.

Em 2006, um ano depois do seu irmão Pedro, com apenas 22 anos, morrer de acidente de mota, criou um blog para falar dele ao João Maria, na altura o seu único filho. Hoje, o João Maria é o mais velho dos seus 3 Marias: o João, o Pedro e o Zé.

Licenciada em Turismo pela Universidade do Algarve e com uma pós-graduação em Wine Marketing & Events, tem atualmente a seu cargo a promoção e marketing dos Vinhos do Tejo.

Ler mais