Partilhar

O Mapa e o Território

Michel Houellebecq

Em Stock



Desconto: 10%
11,66 € 12,95 €

Detalhes do Produto

Sinopse

O mais aclamado romance de Michel Houellebecq, unanimemente considerado como um dos mais importantes escritores europeus deste século.

VENCEDOR DO PRÉMIO GONCOURT

Se a história deste romance nos fosse contada por Jed Martin, talvez ele começasse por falar da avaria da caldeira do seu apartamento, num dia 15 de Dezembro. Ou dos solitários Natais passados com o pai, um arquitecto famoso que sonha construir cidades fantásticas mas ganha a vida a projectar resorts de férias.

Talvez não falasse do suicídio da mãe quando tinha apenas sete anos, porque são muito ténues as recordações que dela guarda. Mas mencionaria certamente Olga, uma lindíssima russa, que conheceu por ocasião da primeira exposição do seu trabalho fotográfico baseado nos mapas de estradas Michelin. Apesar de indiferente à fama e à fortuna, Jed poderia mencionar o êxito estrondoso que alcançou com uma série de quadros de célebres personalidades de todos os meios, retratadas no exercício da sua profissão. Um dos retratados é Michel Houellebecq (sim, o autor), num trabalho conjunto que mudará a vida de ambos: fonte de vida para um e razão de morte para outro.

Confrontado com o homicídio de uma pessoa próxima de si, Jed não poderia deixar de incluir no seu relato como ajudou o comissário Jasselin a esclarecer esse crime hediondo, cujo cenário aterrador deixou marcas profundas nas equipas da Polícia. 

«Um livro maravilhosamente escrito, e muito inspirador em virtude do seu pessimismo.» — Spectator


Ler mais

Amostra

Autor

Michel Houellebecq

Michel Houellebecq é um escritor francês nascido na ilha de Reunião em 1956. Escreveu e publicou vários romances e obras de poesia. Entre os romances contam-se Extensão do domínio da luta (Alfaguara, 2016), Lanzarote (Alfaguara, 2017), Partículas elementares, Plataforma, A possibilidade de uma ilha (Alfaguara, 2018), O mapa e o território (Alfaguara, 2011) e Submissão (Alfaguara, 2015). Os seus livros estão traduzidos em mais de quarenta línguas. Venceu, entre outros, o Prémio Novembre, em 1998, e o Prémio Impac Dublin, em 2002. Com A possibilidade de uma ilha venceu o Prémio Interallié e foi finalista do Prémio Goncourt. O prestigiado Prémio Goncourt foi-lhe atribuído em 2010 pelo romance O mapa e o território. Em 2019, ano em que viu editado Serotonina, foi-lhe atribuída a Legião de Honra.

Ler mais