Partilhar

Desconto: 10%
12,60 € 14,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A Flor é a mais velha de nós os sete. Tem sete anos. Por isso e por ser muito corajosa, podemos ir para a escola com ela. Não tem medo do escuro nem dos espíritos que dizem aparecer às seis da manhã. Acho que também é por gostar de calçar os sapatos e de vestir a roupa de levar para a escola...

"Letras nos atacadores" e um álbum doce e intimista, onde, em tom diarístico, se evoca a infância, a escola e o contacto inicial com os livros, a porta para o saber ou o passaporte para outros mundos imaginários: "A Flor já sabe ler, diz que as letras, que a mim me parecem desenhos muito difíceis de entender e de juntar, são contadoras de coisas e que, quando aprendemos a ler, é como se nos contassem histórias." Cristina Falcon descreve a experiencia de uma família numerosa e humilde em que a irmã mais velha e a avo se ocupam do lar na ausência da mãe. O intenso carinho, quando do reencontro com a figura materna aos domingos; as sensações dispares de fruição ou não a nível escolar, e a maturidade precoce das crianças em épocas material mas não afetivamente mais desfavorecidas, marcam esta narrativa, emotiva e sentimental, que faz agitar a memoria. As ilustrações, subtis e delicadas, de Marina Marcolin, têm o tom ocre e antigo das recordações. Combinam cenas familiares realistas de grande beleza com imagens simbólicas e sugestivas, onde as letras do abecedário funcionam como fio.

Ler mais

Autor

Cristina Falcón Maldonado

Ler mais