Partilhar

Desconto: 50%
10,45 € 20,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

No cerne das diversas actividades humanas - do direito à ciência, do desporto à arte - está um dos fundamentais elementos da cultura humana, o instinto de jogo.  Num ensaio filosófico já clássico, que trata de sociedades díspares, tanto geográfica como historicamente, o autor analisa a influência deste instinto na enformação das sociedades humanas, para concluir que a civilização «não provém do jogo (...) tem origem no jogo e enquanto jogo, nunca deixando de o ser».

Ler mais

Autor

Johan Huizinga

(1872-1945) Foi um eminente historiador holandês e considerado um dos fundadores da moderna história cultural. Tendo começado por estudar línguas indo-germânicas e, depois, linguística, orientou depois os seus interesses académicos para o estudo da história medieval e do Renascimento. Foi professor de História da Holanda na Universidade de Groningen e, mais tarde, deu aulas de História em Leiden. A par de algumas obras que publicou sobre história americana e holandesa do século XVII, e deste Homo Ludens (1928), Johan Huizinga destacou-se com outra obra, O Declínio da Idade Média (1919).

Ler mais