Partilhar

Educação e Formação de Adultos e Idosos

Carlos Albertos S. Silvestre

2 dias


Desconto: 20%
15,26 € 19,08 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Passados alguns meses da saída da 2.ª edição e tendo este livro sido distinguido, reconhecido e recomendado como um livro de referência no âmbito da educação para o Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade Entre Gerações 2012, pelo organismo que promove este acontecimento em Portugal, o autor, analisa, agora, nesta 3.ª edição revista e aumentada, também este aspeto, bem como os últimos 12 anos (2000-2012) da Educação e Formação de Adultos e Idosos (EFAI) em Portugal, incluindo uma análise ao que se passa no Ensino Superior, nesta matéria, pretendendo assim, averiguar o contributo que a EFAI pode dar para dinamizar e mudar o sistema educativo/formativo (que o autor prefere chamar de sistema educador/formador, por acreditar que este conceito é e mostra um caráter mais integrador e abrangente e menos formatador), incluindo (n)a sua dimensão escolar (mais formal). Assente em ideais educadores/formadores o autor defende a criação de Núcleos de Educação/Formação Global (NEFG) ou Núcleos de Educação/Formação Integrada (NEFI), como verdadeiros postos de troca, partilha, (des)envolvimento e de (des)construção de todos os tipos de saber e por todo o tipo de pessoas (quer ao nível etário, quer ao nível profissional, escolar, lazer [...]) num mesmo espaço físico e ilimitado e num tempo intemporal e que implica aprender a aprender e aprender a desaprender. Este processo de Educação/Formação/Aprendizagem deve combinar a pedagogia e a prática pedagógica da EFAI (com Paulo Freire e Rui Grácio muito presentes), com aquilo que o autor chama de Pedagogia à Volta da Mesa e dos Porquês Refletidos. Isto porque, todas as pessoas coexistem ao mesmo nível e os adultos/idosos devem, tal como as crianças, jovens e adolescentes estar, continuamente, a questionar-se, educar-se e formar-se de forma a manterem-se ativos e saudáveis, quer física, quer psíquica, quer socialmente, promovendo, dessa forma, também, um excelente envelhecimento ativo e saudável. Tendo em conta que, para o autor, se começa a envelhecer a partir do momento em que se é concebido é urgente trazer para a escola esta questão do que é envelhecer, ser idoso ou como dizem os nuestros hermanos, ser maior. Para concretizar tudo isto, as atividades, os métodos/metodologias, as estratégias devem ser próprias para estes públicos e todos aqueles que trabalham com eles devem possuir um perfil que o autor denomina de Educador/Formador IRIS.

Ler mais

Autor

Carlos Albertos S. Silvestre

Ler mais