Partilhar

Desconto: 10%
17,10 € 19,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

O carácter mais ou menos autobiográfico da obra narrativa de Thomas Bernhard já tem sido com frequência posto em relevo e não há dúvida de que os seus principais romances estão de maneira geral intimamente ligados à vida do escritor e revelam muito do seu carácter, das suas ideias, das suas vivências, do que foi, em suma, a sua própria vida, situando-se também a acção — se é que de acção se pode falar — em locais onde Bernhard viveu, com que estava familiarizado e cujos nomes por vezes são apenas ligeiramente alterados ou se mantêm na sua forma original.
Isso mesmo se verifica também em Derrubar Árvores (1984), mas com este romance passou-se algo de extraordinário, que atingiu as proporções de um enorme escândalo: o compositor Gerhard Lampersberg reconheceu-se na figura de Auersberger e, sentindo-se ofendido na sua dignidade, apresentou uma queixa que levou a que o livro, quando acabava de ser distribuído pelas livrarias, fosse apreendido por ordem do tribunal e o autor citado a comparecer em juízo. Profundamente indignado e revoltado, Thomas Bernhard proibiu a distribuição dos seus livros na Áustria durante todo o período de duração dos direitos de autor. No entanto, um dia antes do julgamento aprazado, Lampersberg retirou a queixa e o assunto foi encerrado, tendo Bernhard retirado igualmente a proibição da venda dos seus livros no país. Mas, como é sabido, o autor voltou a repetir essa proibição no seu testamento, aliás bastante agravada, pois se tratou nesse caso tanto da publicação de todas as suas obras, como também da representação das suas peças. Essa disposição testamentária foi de certo modo contornada pela criação da Fundação Particular Thomas Bernhard e pela acção do meio-irmão do escritor, Peter Fabjan, de modo que hoje Bernhard é apresentado e representado na Áustria quase sem restrições e geralmente reconhecido como um dos maiores nomes da literatura austríaca na segunda metade do século passado.

Ler mais

Autor

Thomas Bernhard

Niclaas Thomas Bernhard foi um escritor austríaco e é considerado um dos mais importantes escritores germanófonos da segunda metade do século XX. Deixou uma obra considerável que inclui 19 novelas, 17 peças e outros livros de carácter autobiográfico. Na sua obra, o humor mistura-se com o escárnio e o negativismo, traçando retratos impiedosos de uma sociedade onde há cada vez mais espaço para o pessimismo.

Ler mais