Michaux, Henri

Henri Michaux nasceu em 1899 em Namur, nas Ardenas. Preparava o seu curso de medicina quando, de repente, partiu como marujo. Em 1921, desembarcou em Marselha. O desarmamento dos navios, após a Primeira Guerra Mundial, obriga-o a renunciar ao mar e a exercer toda a espécie de ofícios. Começa a escrever em 1922, na sequência de uma aposta. Havia já publicado uma obra importante quando é revelado, em 1941, por uma célebre conferência de Gide: Descubramos Henri Michaux. Os seus livros, próximos do surrealismo, mas apesar de tudo completamente à parte, são poemas, descrições de mundos imaginários, inventários de sonhos, uma exploração dos infinitos criados pelas substâncias alucinogénias. É em 1931 que Michaux realiza a viagem que lhe inspira Um Bárbaro na Ásia. Este livro é uma apreciação deste périplo que o levou às Índias, à China, ao Japão, à Malásia e à Indonésia. Michaux interessa-se menos pelas paisagens, pelos costumes, pela vida social, económica ou política do que pela espiritualidade e pela cultura dos povos da Ásia. As suas impressões de viagem são anotadas com bom humor e desenvoltura. É sem dúvida o livro mais «objectivo» e ao mesmo tempo o mais descontraído de Michaux. Mas nele encontramos os temas essenciais da sua obra.


  • Filtrar por:

Não encontrou o que procura ?

Utilize o nosso formulário de Pedido de Livros