Partilhar

+5% em Cartão Almedina
Desconto: 20%
11,12 € 13,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

História trágica de amores contrariados e não correspondidos, Amor de Perdição é a mais conhecida obra de Camilo Castelo Branco, um dos maiores escritores portugueses de sempre. Escrita na Cadeia da Relação do Porto, em 1861, ao longo de seis meses, Amor de Perdição inspira-se na história real de Simão António Botelho, tio paterno do autor, que foi desterrado para a Índia em 1807.

Misturando realidade e ficção, drama e paixão, sentimento e crítica social, Camilo construiu um clássico incontornável, que é a obra-prima do romantismo literário português e, nas palavras do filósofo e escritor espanhol Miguel de Unamuno, a novela de paixão amorosa mais intensa e profunda que alguma vez se escreveu na península ibérica.


Ler mais

Autor

Camilo Castelo Branco

Nasceu em 1825, em Lisboa, e faleceu em 1890, em S. Miguel de Seide (Famalicão). Com uma breve passagem pelo curso de Medicina, estreia- -se nas letras em 1845 e em 1851 publica o seu primeiro romance, Anátema. Em 1860, na sequência de um processo de adultério desencadeado pelo marido de Ana Plácido, com quem mantinha um relacionamento amoroso desde 1856, Camilo e Ana Plácido são presos, acabando absolvidos no ano seguinte por D. Pedro V. Entre 1862 e 1863, Camilo publica onze novelas e romances, atingindo uma notoriedade dificilmente igualável. Tornou-se o primeiro escritor profissional em Portugal, dotado de uma capacidade prodigiosa para efabular a partir da observação da sociedade, com inclinação para a intriga e análise passionais. Considerado o expoente do romantismo em Portugal, autor de obras centrais na história da literatura nacional, como Amor de Perdição, A Queda dum Anjo e Eusébio Macário, Camilo Castelo Branco, cego e impossibilitado de escrever, suicidou-se com um tiro de revólver a 1 de Junho de 1890.


Ler mais