Partilhar

A Maçonaria Portuguesa e a Grande Guerra (1914-1918)

António Ventura

Em Stock


Desconto: 10%
14,31 € 15,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Fiel aos grandes valores instituídos, a Maçonaria desde sempre teve influência em ocorrências históricas mar-cantes. A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) foi uma delas. A nível individual, como prescreviam as suas obe-diências, também ela tomou posição em relação a esse conflito. Houve quem fosse a favor da participação portu-guesa por via da manutenção das colónias, na altura sob o ataque alemão, e quem, consciente dos nossos fracos recursos militares, discordasse dela. Dualidade de posi-ções que espelhava o pensamento de Portugal, já sob a égide da jovem República, desejoso, por um lado, de se afirmar na cena internacional e, por outro, temendo não estar à altura de uma participação nessa guerra, como, aliás, opinava a Inglaterra. Em retaliação do aprisiona-mento de navios germânicos ancorados em portos portu-gueses, a Alemanha declarou-nos guerra e assim se de-cidiu por fim a nossa participação nesse conflito mundial.

Com o conhecimento e autoridade que detém nesta matéria, revela-nos António Ventura, nesta sua investiga-ção, as diferentes posições da Maçonaria nessa guerra, o peso que elas tiveram, e os nomes dos muitos maçons que nela perderam a vida.

Ler mais

Autor

António Ventura

Ler mais