Partilhar

Desconto: 10%
12,51 € 13,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Quando for grande, não quero ser médico, engenheiro ou professor. (...)

Quando for grande, quero ser um brincador.

O Brincador é uma coletânea de poemas que tem cativado sucessivas gerações de leitores de todas as idades e integra os poemas de culto de Álvaro Magalhães como:

O limpa-palavras

A palavra fogão cozinha o meu jantar.

A palavra brisa refresca-me.

A palavra solidão faz-me companhia.

As portas

Um sorriso abre-as.

Uma palavra também, se for uma palavra-chave.

Aniversários

Os anões são tão pequeninos que não fazem anos, fazem aninhos.

Os gigantes são tão grandalhões que não fazem anos, fazem anões.


Um livro encantador, fundamental.

Ler mais

Autor

Álvaro Magalhães

Álvaro Magalhães nasceu no Porto, em 1951, e publicou o seu primeiro livro em 1982. A sua obra para crianças e jovens, que integra poesia, conto, ficção e textos dramáticos, repartindo-se por mais de 120 títulos, caracteriza-se pela originalidade e invenção, quer na escolha dos temas quer no seu tratamento. Nos anos 80, publicou três livros de poesia: Concerto para Cravo, Boca Única e Música Exausta. Foi editor de poesia, guionista televisivo e é ainda cronista de jornal. Em 2001, publicou Jogo Perigoso, que reunia crónicas publicadas no Jornal de Notícias e em Le Monde Diplomatique. Em 2004, publicou História Natural do Futebol, um ensaio de cariz antropológico que se tornou num objeto de culto para sucessivas gerações de estudiosos do fenómeno futebolístico. Foi várias vezes premiado pela Associação Portuguesa de Escritores e pelo Ministério da Cultura. Em 2002, um livro seu foi integrado na Honour List do Prémio Hans Christian Andersen, em 2004, venceu o Grande Prémio Calouste Gulbenkian e, em 2014, o Prémio Autores, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores, com o livro O Senhor Pina. Várias das suas publicações integram o Plano Nacional de Leitura e constam do corpus das metas curriculares de Português. Parte da sua obra está publicada em Espanha, França, Itália, Brasil e Coreia do Sul.

Ler mais