Partilhar

Desconto: 10%
18,00 € 20,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

RASGAR SILÊNCIOS, porquê?

Sou filha de pais surdos, CODA (Children Of Deaf Adults) e tenho como língua materna a Língua Gestual Portuguesa. Nesta circunstância familiar e na faixa etária de criança cresci no friso cronológico dos anos 60-70, em que a Língua Gestual era vista como ‘envergonhada’, pouco assumida e institucionalmente não aceite. À época, era os ouvidos dos surdos, para que a Pessoa Surda, na sua Língua , a Língua Gestual, pudesse expor o ‘assunto em causa’ que o levara àquela situação. A infância galopou sobre mim e por isso não vivi, nos seus parâmetros ditos normais, esta etapa de vida. Aos 11 anos sabia mais de tribunais, advogados e juízes do que de brincar ao esconde-esconde. Ainda hoje, frases como ‘Vais com o teu irmão, para tomar conta de ti’ arrepiam-me. Em 2018, por necessidade de arrumar o passado, denunciar vilões, fazer sentir que a História existe e contribuir para que se evitem os mesmos erros do passado, assumi a escrita do livro ‘Rasgar Silêncios’.

Amélia Amil

In contracapa “Rasgar Silêncios”


Ler mais

Autor(es)

Amélia Manuela Amil Lopes

Amélia Manuela Amil Lopes

CODA – Children of Deaf Adult (filha de Pais Surdos nativos de Língua Gestual), nasceu no dia 5 de março, 1960.

HABILITAÇÕES ACADÉMICAS E PROFISSIONAIS: Bacharelato em Animação Cultural na ESAP (1987-1989); Licenciatura Teatro na ESAP (2006); Intérprete de Língua Gestual reconhecida por José Bettencourt, então Presidente da Associação Portuguesa de Surdos com sede em Lisboa. (1988); Formação Pedagógica inicial de formadores, curso da AEP - 105 horas de formação (2010); Pós-graduação em Língua Gestual Portuguesa e Educação de Surdos Da Universidade Católica de Lisboa (2018).

LÍNGUAS: Língua Materna; Língua Gestual Portuguesa; Língua Estrangeira - Francês (Institut Français du Porto) (1972- 1978).

ATIVIDADE DOCENTE: ESE - Escola Superior de Educação do Porto - Professores do Ensino Especial - Aulas de Língua Gestual e orientadora de estágios (1987- 1988); ESE PF - Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti (1990- 2003); CAP - Certificado de Registo de Formador para Educadores, registo nº. CCPFC/RFO-10819/00 (2000).

ATIVIDADES POLIVALENTES: Liderou todo o processo de obtenção de instalações compradas, para a sede da Associação de Surdos do Porto que, pela primeira vez na história desta entidade, foi inaugurada pelo Ministro da Segurança Social, Dr. Silva Peneda, acompanhado pelo Dr. Mário Cerqueira, Governador Civil do Porto e pelo Dr. Fernando Gomes, Presidente da Câmara Municipal do Porto, em 1991.

Comercial a tempo parcial, em atividade ligada ao Turismo de Ar Livre: caravanas e autocaravanas.

AO SERVIÇO DA LINGUA GESTUAL PORTUGUESA:

Primeira intérprete e monitora formal de Língua Gestual Portuguesa, na Delegação do Porto da Associação Portuguesa de Surdos, que foi extinta e deu lugar à Associação de Surdos do Porto. (1985-2006);

Monitora de Alfabetização de Surdos, até ao 6º não de Escolaridade, certificada pela Direção Geral de Educação de Adultos (1985-1988);

Mais de 300 horas de interpretação em Língua Gestual Portuguesa em contexto de Tribunal e Polícia Judiciária. (1985 - 2002);

Como formadora, divulgou a Língua Gestual em Escolas (Infante D. Henrique, Soares dos Reis, e Augusto Gil), Colégios de Surdos, Centros de Reabilitação da Segurança Social (Condessa de Lobão, Granja e Areosa) e na APECDA. (1985-1999):

Formadora Profissional no âmbito da certificação de Qualidade da "Yazaki Saltano de Portugal", empresa modelo no Emprego de deficientes (1994-1995);

Contos de histórias em Língua Gestual, a crianças do 1º ciclo da APECDA (1990-1993);

Intérprete na PORTWAY-HOND LINE PORTUGAL, SA, no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no âmbito de disponibilizar em Língua Gestual os conteúdos formativos aos funcionários surdos (1990 e 2016).

Intérprete em eventos públicos: Seminários, Conferências, Colóquios e Encontros Políticos, mais de 200 horas (1985 - atividade em contínuo);

Intérprete Trilingue, envolvendo Francês, no grupo "EUROACTION" grupo não governamental da CEE, agora União Europeia, acompanhando a Comunidade Surda nas deslocações à Bélgica para discussão de trabalhos (1988).

Promove o 1º. Debate sobre a importância de Língua Gestual na formação dos surdos, a partir do Filme "Filhos de um Deus Menor", defendendo a Língua Gestual como Língua materna do cidadão surdo (1987)

Faz parte da Comissão técnica que elaborou o "GESTUÁRIO", edição do SNR - DGEB, sob a tutela do Ministério da Segurança Social, o primeiro dicionário de Língua Gestual Portuguesa editado (1991);

Primeira intérprete de Língua Gestual do Norte, na RTP1, em direto, interpretando (1990-1994): "Bom Dia" com Manuel Luís Goucha; Notícias às 8h e 9 h; Jornais das 13h com Júlio Magalhães; Boletim Meteorológico; Rubrica de ensino de Língua Gestual por TV.

Participou como convidada em programas televisivos: SIC - "E o resto é conversa" - Tema "As Mãos"; SIC - "Os donos da Bola" - Leitura labial, programa conduzido por Jorge Gabriel; RTP1 " Pela Manhã" - Tema "A voz"; RTP1, "Bom Dia" - Tema “Congresso de Língua Gestual, que futuro?”; PORTO CANAL - "Pontos nos iis", programa conduzido por Ana Guedes, sobre a comunicação ou ausência dela, no seio de uma família cujos pais são surdos (2018, novembro).

Sócia fundadora da ASASM (2010).

Intérprete de Língua Gestual para a instituição que cuida dos "Sem Abrigo" CASA (2014 atividade em cominuo sempre que há um sem abrigo surdo).

Intérprete de Língua Gestual do primeiro-ministro, António Costa, nas suas deslocações a Matosinhos, como líder partidário, em comícios e outras ações públicas (2015-2020).

Intérprete de Língua Gestual do grupo musical “Expensive Soul", espetáculo da comemoração dos 20 anos de carreira, no Altice Arena em Lisboa (23 de novembro de 2019).

Intérprete de Língua Gestual Residente no PORTO CANAL (2017 atividade em contínuo).

Intérprete de Língua Gestual do Comediante Ferrando Rocha, no canal You Tube "Pi100pé" (2019 atividade em contínuo).

PUBLICAÇÕES E EVENTOS PÚBLICOS:

O Corpo e Espaço (1987); Comunicação Gestual e Integração Europeia (1991); Federação de Surdos, o quê e para quê (1991); Língua Gestual Portuguesa (1994); Toxicodependência (1995); Dar voz à sociedade de informação - as tecnologias das linguagens no âmbito do V Programa - Fórum Picoas (1999); Arte e terapia - Espaço T - (2000); Novas tecnologias e Comunicações para Surdos (2000); 1º Encontro Nacional de Surdos em Fátima, no âmbito da manifestação realizada, com interpretação em Língua Gestual da Missa; Língua Gestual Língua-Mãe dos surdos; "Vem falar comigo 1", Editora Asa, de Vieira, Constança Verdelho e Amil, Amélia (1990); "Férias Portáteis", de Amil, Amélia (2011); "Rasgar Silêncios" - livro escrito, em áudio e interpretado em Língua Gestual, por uma surda nativa, primeiro livro, versão portuguesa, que se conhece em Portugal e além fronteiras, com acessibilidade, qualquer que seja a diversidade cultural da Pessoa Humana. A versão inglesa será disponibilizada numa 2ª fase, em escrita, áudio e Língua Gestual Internacional.

MENÇÕES HONROSAS:

Associação de Intérpretes de Língua Gestual Portuguesa - placa comemorativa pelos serviços prestados na RTP1 e como intérprete junto da comunidade surda (31 de janeiro de 1994);

Vários louvores da Delegação do Porto da Associação Portuguesa de Surdos, pelo trabalho desenvolvido em prol da Comunidade Surda;

Várias missivas da Associação de Surdos do Porto com louvores sobre o trabalho desenvolvido em prol da comunidade surda (até 2006);

Prémio "Visão de Futuro" do Oculista Avenidas, atribuído pela "Breakfast Girls Just Wanna Have Fun" (8 março 2020);

ORGÃOS SOCIAIS DE ENTIDADES ASSOCIATIVAS :

Presidente da Assembleia-Geral da APTEC - Associação de Pessoas e Tecnologias na Inserção Social;

Sócia fundadora ASASM - Associação de Surdos de Apoio a Surdos de Matosinhos (2010);

Revitaliza a Mesa do setor das caravanas e autocaravanas na ACAP (2006);

Secretária da Assembleia-Geral da ACAP (2010);

Vice-Presidente da ASASM (2010-2014).

HOBBYS, DO PONTO DE VISTA DO UTILIZADOR:

Poesia; manualidades; pintura a óleo – espátula, a vida enquanto espelho do pensamento… Escrita de apontamentos sobre esta índole; Reikiana, nível III, formação obtida com a Dra. Clara Almeida; Tarot - curso de iniciação pelo Dr. Miguel Oliveira e o Dr. António Caldeira; Sensibilização sobre os princípios da Astrologia por Miguel Oliveira; Estudos Chineses, no IEETC (Instituto Europeu de Estudos Tradicionais Chineses), na área do Feng Shui , I Ching e Leitura de Rosto, ferramentas de autoconhecimento, de harmonia e nutrição. A base e aprendizagem, o caminho eterno do aprendizado e o lugar da Mestria "inacabada" (a abordagem da cultura chinesa nesta área).

VIAGENS: Brasil (1978-2005-2006-2019); Moçambique (1989 e 1993); Grécia e Ilhas Gregas (2005); Tailândia, Ilhas Pee-Pee (2007); Cabo Verde (2000 e 2008); Bali (2009); Panamá (2010); Tanzânia e Quénia (2010); Zanzibar (2012); Malásia (2018); Tenerife (2019); Goa (2019).

Ler mais

Daniela Costa

Oriunda de uma aldeia na encosta do Alvão, perto de Vila Real, estudou na Universidade do Minho, em Braga, onde se licenciou em Português, em 2003.

Quando ainda passava muitas horas em Vila Real, à espera do autocarro para casa no final de um dia de aulas, descobriu a magia das bibliotecas e ali iniciou-se na tarefa de conhecer mundo através dos livros.

Mais tarde, a grande viagem aconteceu rumo a Timor, onde foi voluntária, ensinando Português numa escola primária. Depois, viveu em Lisboa, onde trabalhou no Instituto S. João de Deus, ligada a projetos de cooperação com o país do sol nascente.

Atualmente, vive no Porto, tem uma filha e dedica-se a tempo inteiro à escrita. 

Foi distinguida com o 1.º Prémio do I Concurso Literário organizado pela Embaixada da República da Coreia em Portugal, com José Luís Peixoto à cabeça do júri e o 3.º Prémio da 16.ª edição do Concurso Literário Dr. João Isabel, organizado pela Câmara Municipal de Manteigas, entre outros.

Atualmente, integra o projeto CELA, que permitirá uma cooperação a nível europeu entre escritores, tradutores e profissionais literários em início de carreira, com o objetivo de tornar possível uma carreira internacional.

É a responsável pelas Biografias por Encomenda, tendo escrito dezenas de livros, destacando-se livros de memórias de gente comum, contos infantis, cartas e monografias para empresas e outras entidades.

Paralelamente, dá formação e dinamiza oficinas de Escrita Criativa e faz revisão de texto.

“Uma bomba a iluminar a noite do Marão”, publicado em 2018 pela Afrontamento, é o seu primeiro romance. Em 2014, publica “Dançar à Chuva” (edição de autor), uma coletânea de histórias de vida. Escreveu para o público infantil “Dá o Salto com o Dropi”, em parceria com a Associação Unificar, editado pela Editorial Novembro em 2018 e “Aprende a Ser Saudável com o Joca e a Maria”, editado pela Afrontamento em março de 2019, inserido no Plano Nacional de Leitura.

Ler mais