ENVIOS GRÁTIS - Para compras de 20/11 a 16/12. Devolução prolongada até 30/01/2021. Ver condições

Partilhar

Desconto: 20%
12,40 € 15,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Na primeira metade do século XX, o corporativismo foi uma ideia em movimento. A ideia corporativa consistia numa doutrina social de pretensão orgânica que os corporativistas entendiam capaz de superar os sistemas dominantes do capitalismo liberal e do socialismo comunista. Na prática, a terceira via corporativa serviu para impor um conjunto de instituições capazes de garantir a integração dos interesses no Estado. Apesar das formas variáveis que os aparelhos corporativos assumiram, o corporativismo foi um dos instrumentos políticos mais duráveis das ditaduras. A liquidação do sindicalismo livre e a inserção da economia no Estado foram os seus principais objetivos. Se nem todos os corporativismos foram fascistas, todos os fascismos foram corporativistas.

Ler mais

Autor

Álvaro Garrido

Professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, onde coordena o grupo de História Económica e Social. Investigador do CEIS20, tem dedicado a sua investigação à história das instituições do Estado Novo português e a diversos temas de história marítima contemporânea. Autor de diversas publicações, de entre as quais se destacam: O Estado Novo e a Campanha do Bacalhau, 2004 e 2010; Economia e Política das Pescas Portuguesas, 2006; Henrique Tenreiro - Uma Biografia Política, 2009.

Ler mais