Partilhar

Cinema Português - Um País Imaginado Vol. I - Antes de 1974

Extra Coleção

Leonor Areal

Em Stock


Desconto: 20%
23,92 € 29,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Cinema Português - Um país imaginado faz uma abordagem diacrónica do cinema português da segunda metade do século XX, incidindo exaustivamente nos filmes das décadas de 50, 60 e 70, e estendendo alguns ramos pelos anos 80 e 90. O corpus está limitado às longas-metragens de ficção: o universo virtual designado como país imaginado.

O volume I analisa os filmes anteriores a 1974, abarcando tanto o cinema conformista como o cinema resistente, que inclui dois movimentos artísticos: o Neo-realismo com seu único representante Manuel Guimarães; e o Novo Cinema dos anos 6o que, apesar da diversidade de autores, apresenta uma linha consistente de evolução estética.

O volume II incide sobre o cinema posterior à revolução de 1974, abordando o cinema livre nos seus numerosos vectores temáticos e estéticos. Os dois grandes autores do cinema português, Manoel de Oliveira e João César Monteiro, cujas obras ganham notoriedade sobretudo a partir da década de 70, têm capítulos a eles especialmente dedicados, a que se segue um ensaio sobre a chamada escola portuguesa de cinema. Duas teorias centrais sustentam os resultados desta investigação: a Teoria do Contágio das ideias e a Teoria do Cliché, desenvolvidas no último capítulo de teoria do cinema.

Recortes de Imprensa:
Portugal como no cinema - Ípsilon

Ler mais

Autor

Leonor Areal

Leonor Areal CALVET doutorou-se em Ciências da Comunicação, especialidade de Cinema, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese intitulada Um País Imaginado – Ficções do real no cinema português. É autora do cd-rom interativo MultiPessoa (1997), base de dados contendo a obra completa de Fernando Pessoa que, desde 2008, está acessível em arquivopessoa.net. Realizou diversos documentários, entre os quais: Há Drama na Escola (1993), Geração Feliz (2000), Ilusíada – A minha vida dava um filme (2002), Doutor Estranho Amor (2005), Ópera Aberta (2005) e Fora da Lei (2006), premiado no Doclisboa. Atualmente desenvolve uma investigação de pós-doutoramento sobre censura no cinema português. É professora na Escola de Artes e Design das Caldas da Rainha (Instituto Politécnico de Leiria).

Ler mais