Margarida Tengarrinha

MARGARIDA TENGARRINHA nasceu em Portimão, em 7 de Maio de 1928. Iniciou a sua atividade política organizada em 1948, integrada no MUD Juvenil, na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa (ESBAL). Em meados de 1952 foi expulsa da ESBAL, proibida de frequentar todas as Faculdades do país e impedida de lecionar na Escola Preparatória Paula Vicente, onde era professora, pela sua ativa participação na luta pela Paz, pelo desarmamento atómico e contra a reunião ministerial da NATO em Lisboa. Nesse ano tornou-se militante do PCP. Em 1955 passou à militância clandestina do PCP com o seu companheiro José Dias Coelho, que foi assassinado a tiro pela PIDE em 19 de Dezembro de 1961. De 1962 a 1968 trabalhou com Álvaro Cunhal e depois como redatora da Rádio Portugal Livre. Depois do 25 de Abril foi membro do Comité Central do PCP e deputada do PCP pelo Algarve. Em 2016 recebeu o Prémio Maria Veleda da Direção Regional de Cultura do Algarve. Continua a ser Professora de História de Arte na Universidade Sénior de Portimão.


  • Filtrar por: