Partilhar

A Mensagem de Fátima na União Soviética-Rússia

José Milhazes

Sujeito a confirmação por parte da editora


Desconto: 10%
12,51 € 13,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Em 2017, a Humanidade vai celebrar o centenário de dois dos mais importantes acontecimentos do século XX: as aparições de Fátima em Portugal (em maio) e a revolução comunista na Rússia (em novembro). Dois eventos que ocorreram em lados opostos do Continente europeu, mas que rapidamente se transformaram em fenómenos universais, pois as mensagens ideológicas que traziam dentro de si rapidamente se alastraram aos cantos mais remotos do planeta. Acontecimentos situados em polos ideológicos e filosóficos contrários, deram origem a forças que acabariam por se cruzar e se envolver num combate de vida ou de morte no turbilhão que constituiu o século XX. Através de uma investigação que desenvolveu junto dos arquivos da ex-União Soviética, José Milhazes, historiador e um dos mais reconhecidos jornalistas portugueses, com acesso informação privilegiada no que diz respeito à história da ex-União Soviética, recupera nesta obra os pontos que ligam estes dois momentos, tornando públicos documentos completamente inéditos.

Ler mais

Autor

José Milhazes

José Manuel Milhazes Pinto nasceu a 2 de Outubro de 1958 na Póvoa de Varzim. Em 1977, parte para a União Soviética a fim de cursar História da Rússia e assistir à "construção do comunismo", levando a cabo os seus estudos na Universidade Estatal de Moscovo. Formado em 1983, constituiu família e ficou a residir na URSS. A 8 de Agosto de 1989, escreve a primeira crónica para a TSF e, no ano seguinte, com o lançamento do jornal Público, torna-se seu correspondente em Moscovo. Em 2002, começa também a colaborar com a SIC. A longa permanência na União Soviética e, depois, na Rússia, permitiu-lhe assistir e participar num dos períodos mais conturbados do séc. XX: a queda da "cortina de ferro" e a formação de novos Estados no Leste da Europa. Mantém o blogue www.darussia. blogspot.com, alojado no sítio electrónico do jornal Público.

Ler mais