Partilhar

Desconto: 10%
14,39 € 16,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Nos primeiros anos da Zona Euro, a maioria dos seus estados membros procuraram crescer melhorando a competitividade e a produtividade das suas empresas, e mantendo, por regra, as suas contas públicas equilibradas. Contudo, em Portugal, a política económica e financeira baseou-se num grande aumento das despesas públicas, por se entender que esse era o caminho mais rápido para o crescimento económico. O resultado foi um aumento acelerado da dívida externa e da dívida pública e privada, que culminou, em 2011, com o pedido de assistência financeira. Terminado o período do resgate, interessa reflectir sobre os erros cometidos de forma a evitar a sua repetição, criando simultaneamente as condições para que Portugal possa crescer mais rapidamente, convergindo com os países mais desenvolvidos da Zona Euro.

Ler mais

Autor

Alexandre Patrício Gouveia

Ler mais